This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Cietec recebe 24 novas startups no primeiro semestre de 2020

By 2 de setembro de 2020 Mercado, TI e Inovação

Em meio à crise do coronavírus, entidade amplia seu quadro de novas incubadas

O segmento de tecnologia e inovação se mostrou ainda mais necessário e, inclusive, registrou ganhos com a nova realidade do coronavírus. Como foi o caso da Incubadora USP/IPEN-Cietec, que recebeu 24 novas empresas no primeiro semestre de 2020, em meio à crise da pandemia. Um aumento de cerca de 5% com relação ao mesmo período de 2019, pré-covid.

“Apesar da crise, o momento é oportuno não só para startups de tecnologia, como também para startups voltadas à saúde, já que com a pandemia, as empresas e o governo estão ampliando os investimentos em projetos de inovação e automação de serviços, principalmente para produção de equipamentos hospitalares que podem ser usados no combate ao novo coronavírus”, afirma Sergio Risola, diretor-executivo do Cietec.

As novas incubadas trazem soluções para as áreas de TI, Eletroeletrônicos, Meio Ambiente, Química, Saúde e Biotecnologia, sendo que 50% dos empresários são oriundos da Universidade de São Paulo (USP) e 50% vem do mercado.

• TI e Eletroeletrônicos:

Best Twice – Um dos principais projetos da Best Twice é o Fight Meter, primeiro aparelho eletrônico a ser inserido nos acessórios de lutas para acompanhar os resultados dos treinos. A empresa conversou com treinadores, atletas, donos de academias, personal trainers, entre outros envolvidos, para entender como os treinos eram acompanhados e medidos e o que poderia ser feito para atender esta necessidade e desenvolver um produto que realmente pudesse atender as reais necessidades dessa revolução.
Cozo Tecnologia – oferece um modelo descentralizado e gratuito de delivery urbano que valoriza os restaurantes locais e permite que os entregadores tenham autonomia de preços, unindo as três partes do food delivery (usuário, restaurantes e entregadores). Para essa plataforma descentralizada funcionar, a empresa usa inteligência artificial, algoritmos modernos e arquitetura de software avançada. Enquanto seus concorrentes limitam o acesso ao delivery ao taxar em 30% os restaurantes e entregadores, a Cozo é gratuita e pretende levar esse mercado para um novo nível de escala.

Liconic – responsável por mini unidades geradoras de energia elétrica.

• Química:

ReactorModel – desenvolveu uma plataforma para formulação de tintas e resinas que se aprimora constantemente através do uso de inteligência artificial e modelos avançados de engenharia química. A plataforma auxilia os químicos a formularem novos produtos rapidamente e utiliza os resultados nela inseridos como aprendizado para a próxima predição de formulação.  O uso da plataforma traz diversos benefícios às empresas, tais como a rapidez e a eficiência no desenvolvimento de produtos, a retenção do know-how, melhoria na gestão do conhecimento, redução de custos, sustentabilidade, agilidade nos lançamentos de novos produtos.
Aurhora Análises Químicas – trabalha com análise por fluorescência de Raios-X e consultoria em refino no ramo de metais preciosos. Atualmente, estão atuando com a metalurgia destes metais, focados principalmente na química do Ródio, por meio do desenvolvimento de soluções para banho de ródio, utilizadas no revestimento de joias ou bijuterias. A empresa transforma os rejeitos de ródio, sejam fios de cobre banhados, banhos exauridos ou ligas metálicas contendo ródio, em soluções novas para banho de peças, por meio da separação dos metais e da purificação química. A reciclagem dos metais preciosos, além de evitar que sejam descartados indevidamente, diminui a necessidade da extração mineral que possuí um custo ambiental alto.
•Meio Ambiente:
daNatureza – A empresa criou uma solução para reaproveitar os resíduos industriais e urbanos, como: a borra e a casca do café e também as cascas do arroz, por meio da fabricação de embalagens totalmente biodegradáveis e compostáveis de diferentes tamanhos, como por exemplo, copos de sorvete, refrigerante, água, café, bandejas, caixas, entre outros. Quando descartadas, em 40 dias, as embalagens se transformam em água, gás carbônico e ainda produzem fertilizante para as plantas. Além de diminuir o descarte, a solução também substitui o lixo plástico, minimizando o problema destas tradicionais e poluentes embalagens.
Diadorim – criou equipamento automatizado de compostagem acelerada, eficiente energeticamente e de baixo custo.
•Saúde e Biotecnologia:
CLARA – ferramenta de auxílio cirúrgico em procedimentos de laparoscopia. Com uma interface de controle, por joystick ou pedal, possibilita o ajuste da câmera pelo cirurgião principal, diminuindo problemas de comunicação entre a equipe. O sistema evita problemas relacionados ao desgaste físico dos auxiliares, como desconforto e os tremores involuntários decorrentes da fadiga muscular devido à longa duração do procedimento. Por consequência, a imagem da ótica se mantém estável durante toda cirurgia e, além do controle confortável da ótica, o auxiliar ganha mais liberdade para desempenhar outras atividades no procedimento.
Labot Green Cosmetics – especializada em cosméticos labiais, possui uma linha completa de lipbalms (protetores labiais) para cuidado com os lábios. Certificada cruelty free (livre de testes em animais) e vegana (livre de matérias-primas animais) pela People for the Ethical Treatment of Animals (PETA), maior organização de direitos dos animais do mundo. Traz em suas formulações a tecnologia unida a ingredientes vegetais em suas composições funcionais, sustentáveis e ecofriendly.
Cor.sync – a empresa desenvolveu uma solução completa de auxílio ao diagnóstico de infarto no atendimento de emergência hospitalar, com um dispositivo point of care e uma plataforma de auxílio à decisão clínica.
Bio-Tech – Para colaborar com a sociedade no combate as infecções hospitalares (IRAS), diversos tipos de patógenos, inclusive o vírus da COVID-19, a Bio-Tech desenvolveu o projeto para desinfecção de superfícies, por meio de aplicação da Radiação UltraVioleta Classe C (UVC). Trata-se de uma completa linha de produtos e projetos de cuidados à saúde, ambientes de maior risco, residências e locais de utilização pública como, hotéis, restaurantes, escolas, transporte coletivo etc. Sua aplicação é simples e eficaz, pois utiliza ferramentas de autocontrole, o que torna este projeto inovador um grande aliado dos vários setores da sociedade, principalmente por estar alinhado aos diversos protocolos de limpeza e higienização que necessitam de eficiência e qualidade.
Bioptamers – criou uma plataforma para desenvolvimento de aptâmeros com alta especificidade. Frequentemente comparados aos anticorpos monoclonais, os aptâmeros são desenvolvidos para aplicação tanto em diagnóstico, como também em terapias, e são, pelo menos, 30 vezes melhores na relação custo/benefício.  Na empresa, o foco principal é a utilização dos aptâmeros como nanocarreadores de rádio/quimio/imunoterapias para tumores malignos agressivos.
EPI Bio - Ensino, Pesquisa e Inovação em Biossegurança – especializada em biossegurança, a startup é composta por uma equipe de pesquisadores com ampla experiência em laboratórios brasileiros e internacionais de biossegurança. Tem como propósito auxiliar, por meio de treinamentos e consultorias, instituições e profissionais que pretendam aprimorar seu aporte em biosseguridade, ou se adaptarem da melhor forma para a retomada de suas atividades, através de práticas eficazes personalizadas.
BYPRO – A empresa atua na aplicação de tecnologias inovadora voltadas para a biossegurança, com o objetivo de reduzir o risco microbiológico. Para isso, desenvolveu um sistema gerador de ar estéril classificado que transforma o ambiente em uma sala limpa ISO14644. Portanto, a solução classifica o ambiente no padrão de Centro Cirúrgico Hospitalar, promove trocas e renovações constantes do ar, faz a filtragem micrométrica de partículas, retendo vírus e bactérias. Além disso, pode ser instalado em ambientes já construídos.
Radiotarget – desenvolve novas moléculas que, após acopladas a um radionuclídeo, servirão para o diagnóstico de tomografia por PET/SPECT (Positron Emission Tomography), modalidade de imagens para o diagnóstico em Medicina Nuclear, por meio de radiofármacos emissores de pósitrons.

Laboratório Biosintesis – empresa de tecnologia celular aplicada à engenharia de tecidos e estudos pré-clínicos.

DeltaLys – desenvolveu teste de diagnóstico sorológico que identifica especificamente pacientes que foram previamente expostos aos vírus dengue e zika

S’agapo Medicina Diagnóstica e Genética – desenvolve marcadores, métodos diagnósticos e preventivos utilizando análises genéticas e biológicas.

Aptah Bioinformática – atua com novos oligonucleotideos e peptídeos, com finalidade terapêutica e diagnóstica.

Vita Bridge – criou probiótico na área de nutrição animal, biorremediação e compósitos, a partir de junção de matrizes poliméricas com fibras naturais.

Aryel Heitor Ferreira – desenvolve síntese de nanopartículas proteicas utilizadas em medicina nuclear para detecção de linfonódulos.

D’ Pele – produz protetores solar, repelentes e álcool gel em monodoses.

Quasar Bio – desenvolvimento e validação de novas soluções para quimioterapia e controle de doenças humanas e animais.

Leonevinci – desenvolve etiquetas de expedição e logística com marcação de dados variáveis por raio laser.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.