This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

CFP libera atendimento online de emergências, vítimas de violência e casos graves

By 1 de abril de 2020 Mercado

Em apenas uma semana, o número de pacientes que utilizam a Vittude cresceu 318%, enquanto o cadastro de psicólogos aumentou em 835% na plataforma

Com a pandemia da Covid-19, o novo coronavírus, o governo do Estado de São Paulo decretou quarentena de 15 dias para diminuir o risco de contágio e contaminação da população. No entanto, apesar de o Brasil estar tomando todas as medidas necessárias para conter a doença no País, o excesso de notícias e informações, combinado com o isolamento social, leva a um crescimento de sentimentos, como o medo e a ansiedade. Durante períodos como este também não é incomum surgirem transtornos psíquicos decorrentes da preocupação excessiva e é justamente neste momento que a terapia online surge como uma solução de rápido acesso.

De acordo com um estudo realizado pela a revista East Asian Arch Psychiatry, após o coronavírus que provocou pânico no mundo entre 2002 e 2003, com quase 800 mortes pela Sars (Síndrome Respiratória Aguda Arave), 42% dos sobreviventes desenvolveram algum tipo de transtorno mental: 54,5% manifestaram estresse pós-traumático e 39% tiveram depressão. No entanto, mesmo antes da pandemia, o Brasil já era considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) o País mais ansioso do mundo, com 18,6 milhões de brasileiros (9,3% da população) convivendo com o transtorno.

Para lidar melhor com o isolamento e o bombardeio de informações – que potencializam os níveis de ansiedade – os cuidados com a saúde mental precisam ser redobrados e, em muitos casos, iniciados. Quando os primeiros contaminados foram confirmados no Brasil, a Vittude – startup que oferece terapia online, conectando psicólogos a pacientes – passou a incentivar que os psicólogos cadastrados na plataforma migrassem do atendimento presencial para o online, utilizando vídeo consultas.

Com o avanço crescente e rápido da doença, o Conselho Regional de Psicologia de São Paulo decidiu suspender, durante a pandemia, o cadastro no e-Psi, obrigatório para a prestação de serviços online. A entidade já havia registrado mais de duas mil solicitações em um período de poucos dias. “Pensando nessa resolução, resolvemos lançar o Plano Trimestral gratuito para os psicólogos que estavam aderindo à plataforma. Sabemos que ferramentas já conhecidas de videoconferência podem não oferecer a segurança e o sigilo necessários para uma consulta de saúde; nesse sentido, percebemos que era importante disponibilizar nosso consultório virtual para todos os psicólogos que tivessem interesse em migrar atendimento presencial para o virtual. A iniciativa é para ajudar o profissional que, do dia para a noite, se viu obrigado a atender online”, conta Tatiana.

Com isso, o cadastro de psicólogos cresceu 835% em apenas uma semana e, desde então, a busca de pessoas por apoio emocional e sessões de terapia também não parou de aumentar. “Para nós, o período tem sido de muito trabalho e dedicação por parte de todo o time Vittude. Eles têm sido incansáveis e eu sou grata por ter uma equipe engajada em nosso propósito! Estamos em home office desde o dia 13 de março, com o objetivo de proteger a saúde do time e de seus familiares”, comenta a empreendedora.

Para ajudar a conscientizar as pessoas e dar apoio emocional neste momento de maior sensibilização da população, a Vittude está produzindo diversos tipos de conteúdo, como o Diário de Quarentena , que além das orientações oferece, também, um cupom para o usuário agendar a primeira consulta de forma gratuita, incentivando a terapia online.

Nas redes sociais, a startup também realiza lives diárias (às 20h) com seus psicólogos para discutir temas relevantes: “Como manter a saúde mental em época de isolamento” e “Como não pirar na quarentena”, por exemplo. Além disso, a Vittude criou o projeto social Sozinhos Nunca , onde o usuário tem acesso a consultas de até 50 minutos por um valor acessível. O site da startup, que já registrava a marca de 2 milhões de visitantes únicos por mês em períodos normais, observou um crescimento de 318% no número de novos pacientes utilizando a plataforma.

Empresas e terapia online para funcionários

A startup também registrou um aumento de 250% na busca do seu serviço para organizações. O Vittude Corporate é um benefício corporativo que ajuda empresas a cuidarem da saúde mental dos seus colaboradores. “De acordo com um estudo feito pela OMS, para cada U﹩﹩1 investido em tratamentos preventivos de saúde mental, U﹩﹩4 retornam para a empresa em forma de produtividade e engajamento no trabalho”, enfatiza a empreendedora.

Fundada em 2016 por Tatiana e Everton Höpner, a Vittude atende clientes em mais de 50 países. Atualmente, a plataforma possui cerca de 4.500 psicólogos e 60 mil pacientes cadastrados. Entre seus clientes corporativos, estão empresas como Banco do Brasil, SAP, Resultados Digitais, 99 e os escritórios de advocacia Trigueiro Fontes e Lobo de Rizzo.

No final de 2019, a startup recebeu um aporte de R﹩ 4,5 milhões, liderado pela Redpoint eventures, para investir na ampliação do Vittude Corporate. De acordo com Romero Rodrigues, sócio da Redpoint eventures, no cenário atual, é cada vez mais necessário que as companhias invistam na saúde mental de seus colaboradores.

Adepto da psicoterapia desde 2007, quando era CEO do Buscapé, Romero considera a ferramenta muito importante no âmbito da gestão de pessoas, sobretudo para C-Levels, empreendedores, líderes, gestores e pessoas que trabalham com pressão por resultados e curto espaço de tempo para tomadas de decisões.
Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.