This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Brasil inicia produção de medicamento para prematuro

By 21 de fevereiro de 2005 Mercado

Brasil inicia produção de medicamento para prematuro

By 21 de fevereiro de 2005 Mercado

O ministério da Saúde está investindo R$ 600 mil para que o Instituto Butantan comece a produzir uma substância chamada surfactante, que regula o funcionamento dos pulmões de bebês prematuros, que nascem com menos de 30 semanas. Dos 3,5 milhões de bebês que nascem todos os anos no Brasil, 175.000 são prematuros e podem ter problemas respiratórios, e necessitar do surfactante para sobreviver. Segundo informações da Agência Brasil, 34 maternidades públicas em nove estados começarão a usar em março o medicamento, que já está sendo testado.
De acordo com o diretor de desenvolvimento tecnológico e produção do Butantã, Isaías Raw, a produção desse medicamento vai beneficiar principalmente as famílias mais carentes atendidas pelo Sistema Único de Saúde. Por causa do preço alto, o medicamento hoje está disponível praticamente só para quem paga.
Atualmente, o ministério da Saúde compra o medicamento de outros países por um valor que varia de R$ 600 a R$ 800 reais e a previsão é de que o produto seja produzido no Brasil pela metade desse preço.

O ministério da Saúde está investindo R$ 600 mil para que o Instituto Butantan comece a produzir uma substância chamada surfactante, que regula o funcionamento dos pulmões de bebês prematuros, que nascem com menos de 30 semanas. Dos 3,5 milhões de bebês que nascem todos os anos no Brasil, 175.000 são prematuros e podem ter problemas respiratórios, e necessitar do surfactante para sobreviver. Segundo informações da Agência Brasil, 34 maternidades públicas em nove estados começarão a usar em março o medicamento, que já está sendo testado.
De acordo com o diretor de desenvolvimento tecnológico e produção do Butantã, Isaías Raw, a produção desse medicamento vai beneficiar principalmente as famílias mais carentes atendidas pelo Sistema Único de Saúde. Por causa do preço alto, o medicamento hoje está disponível praticamente só para quem paga.
Atualmente, o ministério da Saúde compra o medicamento de outros países por um valor que varia de R$ 600 a R$ 800 reais e a previsão é de que o produto seja produzido no Brasil pela metade desse preço.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.

Leave a Reply