This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

A Profarma Specialty no Brasil e na América Latina

By 1 de novembro de 2019 Destaques, Mercado

A Profarma Specialty é uma joint venture criada em 2014 a partir da associação estratégica entre a Profarma e a AmerisourceBergen, líder mundial no segmento de Especialidades. Atuam em 3 unidades de negócios (BU, do inglês business unit) com Distribuição, Farmácia de Especialidades e programas de Suporte ao Paciente.

Sua sede fica em São Paulo e a disposição de seus Centros de Distribuição (CD) é baseada em benefícios fiscais para ganhar competitividade. No primeiro semestre de 2020 devem lançar uma base no Nordeste (ainda não anunciado o estado). “Vamos conseguir fazer Norte e Nordeste em 24h, que é uma grande conquista para nós pois é um mercado que cresce demais!”, diz Vilson Schvartzman, presidente.

O presidente conta que o diferencial ao ir para esta região não será o preço dos medicamentos, já que o Brasil não trabalha com valores diferenciados por região no mercado de especialidades. Mas será o nível de serviço. Atender o cliente de uma forma mais rápida permitirá o uso do estoque da Profarma Specialty, garantindo assim uma melhor gestão e proporcionando uma economia para o cliente. “Hoje a fonte pagadora está assumindo uma série de despesas que antes eram do governo e acabam reembolsando menos as clínicas e os hospitais”, explica Vilson. Sendo assim, o gerenciamento melhor dos medicamentos, que pode chegar a 40% do faturamento de uma clínica, pode dar um fôlego a mais para estes prestadores.

A empresa está iniciando também uma divisão de medical devices. Seus dois projetos pilotos estão funcionando e pretendem expandir: no Sul com a linha Ethicon da Johnson&Johnson e no Brasil todo com a 3M. Isso possibilita que a indústria utilize o mesmo distribuidor para toda a logística complexa de medical devices e especialidades.

A BU de Suporte ao Paciente atende hoje 50 mil pacientes por mês, majoritariamente por telefone. Dos 600 funcionários da empresa no Brasil, 450 ficam em São Paulo, dos quais 160 são atendentes da área da saúde e são os responsáveis pelo contato com os pacientes. “Essa BU é o nosso primeiro pé na América Latina. Inauguraremos agora em novembro nossa 1ª operação no México”, conta Vilson. Eles farão a gestão do diagnóstico de um grupo de pacientes oncológicos em parceria com a MSD. Em seguida, pretendem expandir sua atuação para o Chile, outros países da América Central e até atingir a América Latina inteira.

Hoje 100% dos clientes desta BU são indústrias, mas o Programa Mais PFS quer ampliar este serviço para as clínicas. Com a tendência de cada vez mais tratamentos por via oral, as clínicas têm mais dificuldades em acompanhar estes pacientes que são crônicos e possuem doenças complexas. “A clínica ganha uma gestão importante sobre seu paciente e a fonte pagadora garante uma série de pontos que hoje geram prejuízos pra ela, pois ela não sabe, por exemplo, quando muda a prescrição ou quando vai a óbito o paciente. Com esse conceito consigo reduzir o desperdício, melhorar a gestão de custos da operadora, além de aumentar a taxa de sucesso daquele tratamento! Eu consigo trazer uma coisa que não existia na cadeia da distribuição que são a farmacovigilância e a farmacoeconomia”, descreve Vilson.

O maior faturamento ainda é a BU de Distribuição. A empresa cresce hoje 25% ao ano de faturamento e 50% ao ano de Ebtida. “Continuamos trazendo inovação e temos condições de crescer muito nos próximos anos”, finaliza o presidente.

Pamela Paschoa

About Pamela Paschoa

Farmacêutica pela Unicamp, atuou por 8 anos como farmacêutica clínica em instituições públicas e privadas. Foi tutora e preceptora de programas de residência multidisciplinar. Hoje atua na produção de conteúdo para portal Saúde Business e na curadoria dos eventos Hospitalar, Healthcare Innovation Show e Saúde Business Fórum.

Leave a Reply