This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Qual o valor de um prontuário eletrônico para os pacientes?

By 9 de fevereiro de 2015 Infográficos, TI e Inovação

O tratamento e o cuidado dos pacientes estão sendo, cada vez mais, influenciados pela existência do prontuário eletrônico. No entanto, pouco sabemos sobre qual o valor percebido por eles e o quanto eles acreditam que isso, de fato, melhora o tratamento.

Alguns dados interessantes sobre as impressões dos pacientes foram compilados pela Aeffect & 88 Brand Partners, focando nas diferentes áreas em que os pacientes percebem o impacto desta ferramenta.

O primeiro deles diz respeito ao cuidado e já mostra algo bastante importante: cerca de 82% dos pacientes que têm seus dados em um prontuário eletrônico acreditam que eles recebem um melhor cuidado de saúde. Já na conveniência, 58% dos pacientes marcam consultas ou exames por alguma plataforma online nos Estados Unidos e, mesmo não tendo este tipo de pesquisa no Brasil, imaginamos que este número seja bem menor aqui e entendemos que os livros das operadoras e a ligação para o consultório ainda são a grande maioria.

Com este alto uso, os pacientes passaram a perceber um alto valor agregado ao ser atendido por um médico que possui este recurso, já que, segundo os pacientes, a comunicação com o profissional fica mais satisfatória e o EMR deixa o paciente mais confidente sobre o seu cuidado.

Nos Estados Unidos, a adoção em massa foi potencializada pelo Meaningful Use, política que prevê benefícios aos prestadores de serviços que usem prontuários eletrônicos. No Brasil, ainda não temos uma política deste tipo, mas já podemos observar um crescimento do uso e da percepção de valor por parte dos pacientes.


EMR-prontuário-eletronico

Nathalia Nunes

About Nathalia Nunes

Fonoaudióloga formada pela FMUSP, com MBA em Economia e Gestão em Saúde na UNIFESP e apaixonada por comunicação, negócios e tecnologia em saúde. Na Live, trabalho com Marketing, Pesquisa e Conteúdo, tanto na produção de materiais editoriais e de pesquisa, quanto na difusão de temas e ações relacionados a negócios em saúde.

Leave a Reply