This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

HOSPITALAR 2019 Já emitiu sua credencial gratuita? Clique aqui

Relembre o que aconteceu no terceiro dia da Hospitalar 2014

By 24 de maio de 2014 Eventos, Hospital, Hospitalar
[sc_embed_player_template1 fileurl="http://empreendersaude.com.br/wp-content/uploads/2014/05/relembre-o-3o-dia-hospitalar.m4a"]
ESCUTE O ES NO CARRO OU NO PC. GOSTOU? COMENTE PARA REPETIRMOS A DOSE.

O Empreender Saúde esteve no terceiro dia da Hospitalar 2014 assistindo a diversas discussões e palestras, destacando para o leitor os principais pontos do evento.

Colaboração. Essa foi, em consenso, a palavra mais usada pelos palestrantes que destacaram as inovações do mercado, sendo elas suas necessidades, realidades ou planos para o futuro. A importância da colaboração entre os médicos foi muito apontada, principalmente pelos oradores do CISS – Congresso Internacional de Serviços em Saúde.

A primeira mesa do CISS teve como temática ”As inovações na tecnologia da informação para o sistema de saúde”, tema debatido por nomes como Mark Blatt, da Intel Folson nos Estados Unidos, Prof. Dr. Cristiano André da Costa, da UNISINOS, e Dr. Marcello Niek M. Leal, da MV. O congresso apontou tendências da computação móvel, telemedicina e inteligência clínica.

O Dr. Blatt fez sua apresentação baseada na importância da telemedicina como colaboração entre médicos, e suas consequências nos casos de readmissões hospitalares. Segundo o Dr. Blatt, nos Estados Unidos, 20% dos pacientes são readmitidos em prontos-socorros no período de 30 dias após suas liberações, o que pode ser evitado com o uso de conferências entre profissionais e pedidos de segundas opiniões, além da implementação da comunicação médico-paciente por dispositivos móveis.

O Dr. da Costa apresentou sua ideia de futuro da tecnologia como algo invisível, que seja usado pelas pessoas sem percepção. Ele também mostrou formas de tecnologia existentes na área médica, como dispositivos acoplados a celulares, medidores de pressão via Bluetooth e a diminuição de referências em papel. O médico também destacou a importância da colaboração entre profissionais a serviço do paciente. Já o terceiro palestrante, Dr. Leal, ressaltou a definição de inteligência clínica e sua importância para a área da saúde, além de também apresentar dispositivos existentes para o segmento.

A segunda mesa do CISS abordou o tema: ”Existe inovação no setor hospitalar e de serviços?”, com a participação de Harry Greenspun, da Deloitte Center dos Estados Unidos, Helton Freitas, da UNIMED Seguros e Henrique Neves, Diretor da Sociedade Beneficente Israelita Albert Einstein. Com o objetivo de discutir o processo de inovação no setor Hospitalar, os palestrantes falaram sobre revoluções tecnológicas e a qualidade da prestação de serviços.

Greenspun ressaltou a relevância da boa comunicação e da medicina sendo feita voltada diretamente e somente para o paciente. Ele mostra a importância do uso de tecnologias para que o profissional obtenha um histórico mais detalhado do paciente, seja ele com dados médicos ou comportamentais. Freitas destaca a necessidade de se prover melhorias do serviço prestado, para que seja construída uma rede prestadora qualificada e eficiente. Já Neves falou sobre a inovação tecnológica de saúde no Brasil, apontando a dificuldade de se diferenciar no país. Também foram discutidas as implementações que estão sendo feitas pela Sociedade, como a telemedicina, e, novamente, a importância da comunicação entre médicos a serviço do paciente.

O Congresso Brasileiro de Gestão em Laboratórios Clínicos teve presença da Empreender Saúde. Nosso sócio diretor, Dr. Vitor Asseituno, apresentou uma palestra sobre metodologias da inovação. Foi colocada a importância da mentalidade revolucionária e da inovação como algo que possa ser colocado na prática. O Dr. Asseituno ainda mostrou as dificuldades do setor e apontou erros frequentemente cometidos por profissionais. Em uma conferência esclarecedora com um toque provocativo, a pauta foi muito elogiada pelos presentes.

A humanização da medicina e a essencialidade das inovações, sejam elas tecnológicas ou não, foram temas unânimes nas apresentações dessa quinta-feira. Já é de consenso no setor, que há a necessidade de que os profissionais se renovem, estando sempre focados na qualidade de serviço prestado ao paciente.

Camila Alves

About Camila Alves

Leave a Reply