This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Previsões para TI em saúde: o que esperar em 2015

By 18 de dezembro de 2014 Hospital

Em novembro deste ano, a IDC Health Insights, setor de saúde da IDC, empresa de consultoria especialista no mercado de tecnologia da informação, realizou um evento online para apresentar os 10 desafios para a TI em saúde para 2015. O objetivo é fornecer previsões com base em pesquisas para que as empresas do setor possam fazer suas estratégias e planejamentos de ações para o próximo ano.

Durante o estudo, os analistas avaliaram situações que envolvem questões financeiras da saúde do mundo, os desafios dos avanços com tecnologia, os cuidados da população com a saúde e as preocupações com a segurança de dados. Algumas previsões impactam instituições e operadoras de planos de saúde, enquanto outras envolvem o público final.

Apresentamos para você a lista com as 10 previsões para TI em saúde. Confira.

  1. Cerca de 25% dos hospitais precisarão desenvolver uma estratégia digital para 2016, devido ao crescimento dos custos em saúde unido à ineficiência operacional;
  2. Para 2015, metade das instituições de saúde sofrerá entre 1 e 5 ataques cibernéticos. Esse problema exige investimentos em segurança de dados desde já, para evitar interrupções no atendimento o vazamento de informações sigilosas;
  3. Por causa da necessidade de melhorar a qualidade dos serviços prestados, uma pequena parte dos hospitais (15%) irá elaborar planos de tratamentos personalizados para seus pacientes a partir do próximo ano;
  4. A computação em nuvem vai dominar o setor de saúde: até 2020, 80% das instituições estará utilizando esse tipo de tecnologia ou terá, pelo menos, iniciado a imigração dos dados de servidores para a computação em nuvem;
  5. Para melhorar a experiência do consumidor, mais da metade das transações feitas entre pacientes e hospitais serão realizadas com tecnologia móvel até 2018 – nesse momento as instituições precisam se preparar e adaptar o seu serviço para atingir a meta;
  6. Ainda sobre aplicações móveis: 70% das organizações de saúde irão investir nos próximos três anos em tecnologias como dispositivos vestíveis (wearables), monitoramento remoto da saúde dos pacientes e cuidados virtuais;
  7. Mais de 50% da rotina operacional será automatizada até 2018 com a utilização de inovações e sistemas de gestão. Dessa forma, serão reduzidos os problemas com manutenção e a dependência de pessoas;
  8. Devido ao aumento de parcerias externas, para o próximo ano as empresas e os prestadores de serviços dividirão a responsabilidade do atendimento e de seus resultados financeiros – essa prática ainda não é comum nos dias atuais;
  9. Modelos de reembolso também devem entrar no planejamento das instituições de saúde para 2015, com o objetivo de tornar o serviço mais eficiente e justo para os clientes. Esta previsão ainda é válida apenas para países da Europa e América do Norte.
  10. Por último, estima-se que em 2020 grande parte das informações pessoais estarão disponíveis na web de forma liberada e desprotegida. Isso reforça a previsão de número 2, na qual destaca-se que as instituições de saúde devem fazer investimentos em segurança de dados.

Essas são as 10 previsões para TI em saúde. A lista foi feita de acordo com o cenário atual, e pode sofrer variações ao longo do ano ou conforme forem surgindo novos problemas e novas tecnologias. E você, quais seus planos para 2015?

Fonte

Rafaela Blacutt

About Rafaela Blacutt

Leave a Reply