This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

O que precisamos para garantir segurança de informação hospitalar?

By 22 de novembro de 2014 Hospital
seguranca-da-informacao-tecnologia-em-saude-inovacao-em-saude

A segurança da informação em serviços de saúde é uma das maiores preocupações das instituições. Em tempos de aplicativos de mHealth e de soluções criadas para facilitar os procedimentos médicos e administrativos ou a adesão ao tratamento dos pacientes, precisamos reforçar ainda mais a necessidade deste tipo de segurança.

Em uma entrevista da Fierce Mobile Healthcare na Partners HealthCare, o direor Joseph Kvedar disse que muito do trabalho deles utilizando tecnologia é voltada para a garantia de que todas as práticas de segurança estão sendo bem-sucedidas. Além disso, todos os funcionários precisam realizar um treinamento de HIPAA, uma lei federal norte-americana de portabilidade de seguros médicos e que vem se destacando por seus critérios obrigatórios de segurança da informação em saúde.

Entre as regras, temos: rígido armazenamento de dados, controle de acesso físico, proteção da confidencialidade das informações e definição de políticas e normas de segurança da informação Aqui, podemos ver o quanto a participação de todos os players, desde o CEO até o médico, é necessária para a construção de um sistema de saúde em que o paciente tenha sua informação compartilhada de maneira prática e segura.

Para o Seattle Children’s Hospital, a segurança tem exatamente a mesma importância. Para ele, assim que alguém entra em um sistema do computador por um novo device, há um formulário de confidencialidade que deve ser preenchido e, em seguida, deve ser instalado um software no novo device para garantia da segurança.

“Estou constantemente procurando por riscos e perguntando em que escala de risco estamos.”

Esta avaliação de risco é de extrema importância e os funcionários de um serviço de saúde precisam conhecer os riscos que o compartilhamento de informações via aplicativos mHealth ou aplicativos em geral podem causar.

Os hospitais precisam, antes de adotar um sistema de compartilhamento de informações, verificar que tipo de software está sendo usado, quais os riscos de invasão de alguém não-permitido, que tipo de rede está sendo usada e todos os outros pré-requisitos importantes para a manutenção da confidencialidade.

Nathalia Nunes

About Nathalia Nunes

Fonoaudióloga formada pela FMUSP, com MBA em Economia e Gestão em Saúde na UNIFESP e apaixonada por comunicação, negócios e tecnologia em saúde. Na Live, trabalho com Marketing, Pesquisa e Conteúdo, tanto na produção de materiais editoriais e de pesquisa, quanto na difusão de temas e ações relacionados a negócios em saúde.

Leave a Reply