This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

HIS19 Já conferiu os 40 primeiros palestrantes dessa edição? 🚀 Clique aqui

Irá a China dominar o mercado de Wearable Devices em 2015?

By 7 de junho de 2014 Hospital

É esperado que o mercado de wearables devices, incluindo medidores de atividades, relógios inteligentes e displays head-worn, entregue 48 milhões de unidades em 2014 e 91 milhões em 2015. Porém, após isso, é esperado que o comércio caia por um ou dois anos ”enquanto os consumidores recuam da moda inicial”, de acordo com um relatório do NPD Group.

”Nós esperamos que a dinâmica do mercado de wearables devices será similar ao mercado de DVD, televisões de LCD, smartphones, e outros comércios de consumo digital com hardwares comoditizados”, afirmou Paul Gray, diretor de pesquisas da televisão europeia do NPD DisplaySearch. ”A chegada da Samsung, LGE, e outros grandes fabricantes com bom custo benefício ao mercado de wearables irá trazer os preços e margens para baixo”.

A empresa de pesquisas também desenvolveu três cenários diferentes para o mercado de wearables devices, devido à incerteza de como os consumidores irão adotar essa tecnologia.

No primeiro cenário, intitulado ”Encaminhando para o Passado”, consumidores ricos são os primeiros a adotar a tecnologia, o que faz com que os wearables sejam desejados por outros consumidores. Logo, esses dispositivos ficarão mais baratos e o mercado eventualmente se expande. O NPD adiciona que nesse cenário, a China dominará o comércio, porém, quando os consumidores começarem a querer que os dispositivos sejam mais elegantes, a China enfrentará uma queda em 2017. O mercado de wearables devices na América do Norte e Europa irá cair mais vagarosamente do que na China.

O segundo cenário, chamado de ”Incidental para Essencial”, explica que os consumidores irão começar a comprar esses dispositivos casualmente, mas os wearables eventualmente serão essenciais em suas vidas. Nesse ponto, os consumidores serão leais à vários dispositivos e serviços, como alguns são ao iTunes, da Apple. Nesse cenário, a China também domina o comércio.

O terceiro cenário, nomeado de ”Persuasivo e Penetrante”, é mais otimista em relação ao destino dos wearables devices. Nessa situação, os wearables não somente serão essenciais, como também irão prover benefícios à saúde, inspirar intervenções médicas e profissionais da área irão começar a recomendar esses dispositivos com maior frequência. Mesmo que a China acabe dominando esse mercado, o crescimento será mais devagar.

”O aumento da preocupação com a vida saudável na China, e preocupações similares na Europa, irão fazer com que os profissionais da área médica recomendem medidores de atividades para seus pacientes”, disse Gray.


Texto traduzido e adaptado de: MobiHealthNews

Camila Alves

About Camila Alves

Leave a Reply