This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Hospital Anchieta trabalha com Protocolo de Cirurgia Segura

By 10 de julho de 2017 Hospital

Criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Protocolo de Cirurgia Segura é composto por um conjunto de regras estabelecidas em um consenso internacional com o objetivo de tornar as intervenções cirúrgicas mais seguras para pacientes de todo o planeta. Trata-se de um Checklist Padrão, que deve ser seguido pela equipe cirúrgica (anestesista, cirurgião, assistente e profissionais de enfermagem).

Procurando sempre a excelência, desde 2010, o Anchieta trabalha com o Protocolo da Cirurgia Segura. Entre as principais preocupações está a garantia de que a cirurgia seja sempre segura, com procedimento correto, para o cliente certo, em local adequado. Com o crescimento das equipes e incorporação de novos profissionais, habitualmente são realizados cursos de reciclagem e treinamentos para os especialistas envolvidos. Assim, é possível cumprir uma das seis Metas Internacionais de Segurança do Paciente, recomendada pela Organização Mundial de Saúde.

Para a diretora executiva do Hospital Anchieta, Lorena Porto Pereira, o benefício é de todos. “A segurança é uma das premissas que movem o Hospital Anchieta a prestar um serviço de saúde com qualidade e preservação da vida. Os profissionais têm mais tranquilidade durante os atos cirúrgicos, os pacientes mais segurança e a própria sociedade, mais qualidade assistencial. Analisando o indicador de segurança, constatamos que temos um alto desempenho comparado aos referenciais internacionais.”.

Como funciona

Antes do início de qualquer procedimento invasivo, o profissional de saúde deve iniciar o processo pela identificação precisa do paciente, realizando a checagem de todos os seus dados, como data de nascimento e nome completo. Deve se certificar de que as informações são as mesmas na pulseira e no prontuário e isso deve ser confirmado com o próprio cliente, caso ele esteja em condições de responder, ou com o acompanhante responsável.

Feito isso, é hora de se certificar que todos os equipamentos e recursos necessários estão presentes e em funcionamento na sala. É necessário checar a marcação do local cirúrgico e ainda se o paciente ou responsável estão cientes do termo de consentimento para a realização do procedimento.

O profissional de saúde deve sempre realizar o check-list da cirurgia segura, fazer as avaliações pré-anestésicas e de pré-indução, documentar todos os procedimentos no prontuário e envolver o paciente em todo o processo.

Papel do cliente

Na preparação para uma cirurgia, os pacientes ou seus responsáveis também devem confirmar com os profissionais a identificação dos dados na pulseira, o procedimento a ser realizado e o local cirúrgico. É importante ainda informar o médico sobre alergias e problemas de saúde existentes.

O paciente precisa estar atento ao termo de consentimento e ciente das informações repassadas por toda a equipe de profissionais, como as opções de cirurgias disponíveis para o tratamento, os riscos e seus benefícios. Com o anestesiologista, é possível informar-se sobre a anestesia, os riscos e controle da dor no pós-operatório e possíveis complicações.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.

Leave a Reply