This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Hospital Alemão Oswaldo Cruz realiza procedimento inovador para tratamento de aneurisma isolado de artéria ilíaca comum

By 11 de março de 2020 Hospital

O tratamento foi realizado de forma minimamente invasiva, reduzindo o tamanho da incisão e o tempo de internação

A equipe de Cirurgia Vascular e Endovascular do Hospital Alemão Oswaldo Cruz realizou um procedimento para o tratamento de aneurisma isolado de artéria ilíaca comum (dilatação da artéria localizada na região pélvica), com o objetivo de preservação da artéria ilíaca interna (ramificação da ilíaca comum). O paciente era portador de um rim na região pélvica (variação anatômica) com a origem da artéria renal principal nesse vaso (ilíaca interna). Foi utilizado uma endoprótese desenvolvida especialmente para tratar esse tipo de aneurisma, preservando a artéria ilíaca interna.

Esse procedimento permitiu sanar a dilatação arterial de forma ambulatorial, assim como já acontece em países da Europa e nos Estados Unidos. O material utilizado é o único disponível nos Estados Unidos e foi recentemente introduzido no mercado nacional, portanto com poucos casos realizados no país e foi acompanhado pelo Dr. Ross Milner, chefe do serviço de doenças da aorta da Universidade de Chicago (EUA).

Por ser um procedimento percutâneo (minimamente invasivo), a colocação da endoprótese reduz o tempo de internação hospitalar e permite que o paciente retome rapidamente às atividades cotidianas. A abordagem cirúrgica convencional dos aneurismas da artéria ilíaca comum é feita por meio de incisões maiores no abdome do paciente para colocação de uma prótese convencional no lugar da artéria nativa. Este novo dispositivo permite que o acesso seja pelas virilhas com duas incisões de cerca de um centímetro cada até alcançar a região a ser tratada.

“A correção endovascular geralmente estendia o procedimento até a aorta para garantir maior fixação da endoprótese para reduzir os vazamentos sanguíneos. Agora, é possível tratar as dilatações ilíacas isoladamente, com maior segurança”, explica o Dr. Kenji Nishinari, cirurgião vascular do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.