INSCREVA-SE para o HIS19 e atualize-se com mais de 70 horas de conteúdo! Inscreva-se

Desafios e benefícios da logística hospitalar no setor público e privado

O desenvolvimento da logística hospitalar tem sido cada vez mais frequente nos setores público e privado, onde, considerados as suas especificidades de gestões e operações, ambos buscam os mesmos objetivos e podem se beneficiar com as suas soluções.

Com isso, quero dizer que tanto o setor público quanto o privado, considerando a necessidade de uma atuação estratégica e customizada de logística hospitalar, consegue igualmente os mesmos resultados de economia, rentabilidade, melhor controle e uso do espaço físico, que culminam em mais saudabilidade e segurança para gestores, colaboradores e pacientes.

No entanto, o prestador de serviços em logística deve ter como base dois fatores importantes: capacidade de adequação aos diferentes perfis de atuação destes segmentos, com times e tecnologia embasados e flexíveis.

Dentre os maiores desafios da operação logística em instituições públicas estão os processos licitatórios e burocráticos, que precisam ser considerados especialmente no que tange aos prazos para compras, entregas e reposições de produtos. Para que não haja deficiência de cobertura de medicamentos e insumos médicos nos serviços de saúde, é preciso gerenciar com bastante critério os estoques para a atuação de novas solicitações em tempo hábil.  A solução não é comprar demais correndo o risco de perda de produtos por prazo de validade, mas sim o controlar com precisão a demanda/consumo dos medicamentos em cada unidade, provisionando o momento adequado de sinalizar novas compras.

Outro fator a considerar neste perfil de instituição é a troca de comando a cada nova eleição, com riscos de substituições de operações logísticas construídas e aperfeiçoadas ao longo de anos de estudo e entendimento de suas necessidades e características.

Já no setor privado, o maior desafio é a cultura organizacional, especialmente sobre os benefícios da terceirização da operação logística para essas instituições, e onde elas podem, sem dúvida nenhuma, atuar com foco e energia em suas funções primárias, enquanto a logística terceirizada atua com a sua expertise para a geração dos melhores resultados dos seus serviços de saúde.

Considerando a necessidade de constante atualização e manutenção de equipamentos de automação, mudanças de legislação, revisões sobre entrada e retirada de medicamentos do mercado, bem como recalls e capacitação de mão-de-obra especializada, é fato que delegar a logística hospitalar a uma empresa fim, é a solução de melhor custo beneficio, para todos os segmentos da saúde.

Domingos Gonçalves de Oliveira Fonseca

About Domingos Gonçalves de Oliveira Fonseca

Reconhecido por diversos anos seguidos como uma das personalidades mais influentes da saúde, nascido em Alqueidão (Portugal) e naturalizado brasileiro, Domingos Fonseca é administrador de empresas (PUC/SP), reconhecido empresário das áreas de transporte e logística e ex-Presidente da Associação Nacional do Transportes Rodoviário de Carga (NTC&Logística). Atual Presidente da UniHealth Logística Hospitalar, uma das principais empresas do setor de logística de produtos médicos e farmacêuticos da América Latina.

Leave a Reply