This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Coronavírus: Fehosp está à disposição para mobilizar Santas Casas, em caso de necessidade

By 28 de fevereiro de 2020 Hospital

Instituições são responsáveis por 56% do atendimento do Sistema Único de Saúde

Nesta semana, o Brasil registrou o primeiro caso de coronavírus, em São Paulo, de homem de 61 anos, com histórico de viagem para a Itália. A Fehosp (Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo) se colocou à disposição do COE (Centro de Operações de Emergência) do Estado, caso haja necessidade de mobilização e providências envolvendo as Santas Casas estaduais, responsáveis por 56% de todo o atendimento SUS (Sistema Único de Saúde) .

Por enquanto, em casos suspeitos de coronavírus, os hospitais seguem o protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde. Pessoas que apresentarem febre e mais um sintoma gripal, como tosse ou falta de ar, e vierem da China, Alemanha, Austrália, Emirados Árabes, Filipinas, França, Irã, Itália, Malásia, Japão, Singapura, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Tailândia, Vietnã e Camboja, nos últimos 14 dias, estão dentro dos critérios para análise de casos suspeitos.

O paciente suspeito deve usar máscara cirúrgica desde a identificação na triagem e colocado em local de isolamento. Os profissionais de saúde também devem utilizar máscara cirúrgica, óculos, protetor de face, luvas e avental.

Deverão ser coletadas duas amostras respiratórias, como saliva e secreções nasais, com envio urgente para um Laboratório Central de Saúde Pública, que fará exames para vírus respiratórios mais comuns, como Influenzas e Rhinovirus. Após resultado negativo desses exames, as amostras seguem para os laboratórios de referência para realização de análise de metagenômica, que identificará ou não o novo coronavírus. Em São Paulo, o laboratório de referência é o Instituto Adolfo Lutz.

Os casos suspeitos leves podem não necessitar de hospitalização e ser acompanhados pela Atenção Primária, além de instituídas medidas de precaução domiciliar.

Ações básicas de higiene podem prevenir a doença, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Também é importante evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

O último boletim do Ministério da Saúde, divulgado ontem (27), informou que 132 casos suspeitos de coronavírus estão sendo monitorados no Brasil. No estado de São Paulo, são 85 casos suspeitos em investigação.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.