This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Com impressão 3D, médico cria instrumento para cirurgia de catarata

By 6 de março de 2015 Gestão, Hospital
impressão-3D

Ouvir falar em impressão 3D na área médica começa a não ser mais tão novidade assim. Hoje a técnica já é aplicada na criação de moldes personalizados de órgãos e esqueletos para o planejamento de intervenções cirúrgicas; em implantes que substituem ossos – principalmente em reconstruções de crânio e face; próteses de membros superiores e inferiores; e até vasos sanguíneos. A maior expectativa do setor está na possibilidade de criar tecidos e órgãos por meio da bioimpressão, que consiste no uso de células vivas como matéria-prima, no lugar de plásticos, resinas e metais.

Leia mais:
Quando poderei ter minha impressora 3D?
Impressão 3D: mais barata e acessível, inclusive para médicos
Da ficção científica à realidade

O oftalmologista Sergio Canabrava, de Belo Horizonte, é exemplo de como o uso dessas impressões podem ser exploradas pelos médicos. A partir de uma impressora 3D, Canabrava desenvolveu um instrumento para realizar cirurgias de catarata, em casos de ‘pupilas pequenas’, quando não dilatam. Há estimativas de que entre 2% a 5% dos pacientes sofrem desse tipo de problema.

Para o veículo IT Forum, o médico afirmou que era preciso fazer quatro incisões no olho do paciente, além do corte da própria cirurgia. Com o Anel de Canabrava, como foi batizado o instrumento, é preciso apenas o corte da cirurgia.

De acordo com a reportagem, com a tecnologia, o custo do instrumento caiu de R$ 600 para R$ 30. Além disso, o tempo consumido na cirurgia de casos de pupila pequena também foi reduzido.

Até o momento foram realizadas duas cirurgias com o anel e a ideia do médico, agora, é democratizar o produto. Ele afirma que não vai cobrar royalties e deverá disponibilizar o arquivo do anel para que outros médicos possam imprimir o material e usar em suas cirurgias.

O feito inédito no mundo será apresentado em um congresso médico realizado anualmente nos Estados Unidos em meados de abril.

Depois de estudar as possibilidades da impressão 3D na oftalmologia, estudando inclusive materiais biocompatíveis com o organismo humano, o médico investiu cerca de R$ 2,2 mil com impressão e outros itens.

Para imprimir o material, Canabrava recorreu à empresa mineira especializada em impressão 3D Feito Cubo.

*Com informações do IT Forum 365, com Déborah Oliveira 
**Informações corrigidas no dia 08 de março, às 00h56

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.

Leave a Reply