This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

4 estratégias para melhorar adesão ao tratamento

By 2 de dezembro de 2014 Hospital
inovacao-em-saude-adesao-ao-tratamento

Quase todas as empresas de medicamentos tentam, em sua estratégia empresarial, aumentar a adesão ao tratamento. Este é um mercado de $300 bilhões e, para os que encontrarem uma solução viável, a chance de ter um aumento de vendas é muito alta. Há muita tecnologia sendo criada na área e por todos os canais de distribuição, como emails, SMS, alarmes e outros. Mas como as empresas estão pensando sobre o tópico?

Vídeo e Inteligência Artificial: Algumas empresas estão com ferramentas para que os pacientes façam um vídeo tomando o medicamento todos os dias. Em outros casos, como na AICure, o paciente tira uma foto com a pílula na mão, outra com ela na língua e, com isso, um software com ferramentas de inteligência artificial reconhece o usuário e determina se ele tomou a pílula no horário ou não. Claro que este tipo de ferramenta pode ser falha, em casos de pacientes que não querem tomar a pílula, tendo o mesmo efeito de um falso-positivo, caso o paciente não tome e anote em uma tabela que tomou.

[vimeo]http://vimeo.com/104977764[/vimeo]

Embalagens inteligentes: A Adhere Tech é focada em medicamentos especiais, como para tratamentos de câncer ou HIV. Sua tecnologia é conectada em uma garrafa de pílulas com um sensor que detecta quando ela foi tomada. Estes dados sobre a adesão ao tratamento medicamentoso são compartilhados com o médico. Segundo o fundador, o equipamento compara o que o paciente deveria estar fazendo com o que ele realmente faz e envia SMS ou uma ligação automatizada no caso de uma dose perdida.

https://www.youtube.com/watch?v=tvAVU_2ElHI

Data Aggregation: Um dos problemas em adesão ao tratamento medicamentoso é usar os dados físicos de um indivíduo para ter insights sobre sua resposta ao medicamento. A Proteus desenvolveu um sensor que pode ser engolido e trabalha em conjunto com um patch colado na pele para verificar como os medicamentos estão afetando os sinais vitais, assim como adesão e outros dados para melhorar a decisão sobre a dose medicamentosa.

Design com baixa tecnologia: A PillPack usa uma abordagem de pedido e empacotamento de medicamentos em pacotes diários para colaborar no medicamento tomado. A empresa envia para o paciente tudo o que sua receita solicita em pacotes individuais e separados de acordo com as necessidades. Cada pacote vem com um rótulo personalizado com instruções sobre a tomada do medicamento.

 

Nathalia Nunes

About Nathalia Nunes

Fonoaudióloga formada pela FMUSP, com MBA em Economia e Gestão em Saúde na UNIFESP e apaixonada por comunicação, negócios e tecnologia em saúde. Na Live, trabalho com Marketing, Pesquisa e Conteúdo, tanto na produção de materiais editoriais e de pesquisa, quanto na difusão de temas e ações relacionados a negócios em saúde.

Leave a Reply