• Home
  • Tecnologia
  • Boom dos smartphones levou grupo de médicos a empreender em aplicativos de saúde

Boom dos smartphones levou grupo de médicos a empreender em aplicativos de saúde

Em 2012, quando o Brasil vivia o boom dos smartphones, o médico Bruno Lagoeiro e dois colegas começaram a desenvolver um aplicativo para monitoramento acadêmico. Oitenta alunos foram avisados da novidade e, um mês depois, mil downloads haviam sido feitos.

“Percebemos, então, a grande oportunidade que havia ali, com cada vez mais pessoas tendo acesso a smartphones e sempre ávidas por informações”, destacou ele, hoje CEO da PEBMED, durante a palestra “De médico a CEO – como eu fugi da manada para impactar a tomada de decisão médica” do Healthcare Innovation Show 2018.
Programando nas horas vagas e depois de desenvolver vários aplicativos de saúde, em 2015 Lagoeiro e os sócios criaram o White Book, ferramenta de apoio médico que já tem mais de 300 mil profissionais e estudantes cadastrados.

“Alcançamos até mesmo regiões distantes e com acesso precário à Internet, pois o aplicativo funciona offline”.
O conteúdo do White Book é produzido por especialistas que se baseiam em livros de referência e nos principais guidelines. Tem mais de 5 mil tópicos atualizados mensalmente sobre modelos de prescrição, doenças, medicamentos e manejo clínico nas mais diversas áreas, como clínica médica, pediatria, cirurgia, ginecologia e obstetrícia.

As startups e seus potenciais diagnósticos para o segmento de saúde brasileiro também foram apresentadas de outras maneiras no Healthcare Innovation Show, inclusive com um Startup Lounge do qual participaram pelo hub de inovação Cubo, apoiado pela Dasa, a Guiando, N.E.O, Kludo by Talent Matching, Docway, Cuco Health e Cerensa. Além da Victory – Excelência em Gestão de Saúde, Brasil Telemedicina, KDCARE, Solvis, TV Doutor, GesSaúde – Consultoria e Gestão, Rocket Studio, O-trek e Doc Line.