This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

+100 PALESTRANTES Saiba quem estará nos palcos do HIS19. 🎙 Clique aqui

Unimed do Brasil adota modelo de gestão de pessoas por competências

By 5 de setembro de 2014 Gestão

A Unimed está investindo na implantação de um novo modelo de gestão de pessoas para integrar e padronizar as áreas de recursos humanos das 353 cooperativas médicas do sistema, que totalizam 75 mil colaboradores. O modelo, baseado na gestão de pessoas por competências, foi elaborado em parceria com a consultoria Growth com o apoio da Unimed do Brasil e de 25 cooperativas da Unimed de diferentes portes e regiões.

As 25 unidades iniciais já estão se preparando para adequação ao modelo até o término de 2014. Como as Unimeds têm autonomia administrativa, a Unimed do Brasil está trabalhando em uma agenda de oficinas com todo o sistema para apresentar e apoiar o processo de adequação ao modelo.

O novo programa busca ampliar as oportunidades para o desenvolvimento profissional dos colaboradores, a partir de competências técnicas e comportamentais, intensificando a qualidade do atendimento a partir de três princípios básicos: trajetórias de carreira, níveis de complexidade e competências.

Segundo João Luís Moreira Saad, diretor administrativo da Unimed do Brasil, o segmento precisa de profissionais que priorizem a qualidade na relação com os pacientes. Assim, o modelo de gestão de pessoas por competências ajuda a mapear os perfis dos colaboradores, indicando que habilidades comportamentais e técnicas podem ser aprimoradas e potencializadas.

Modelo
A mudança considera o organograma funcional da cooperativa para classificar áreas e cargos de acordo com as trajetórias de carreira, que são os caminhos naturais pelos quais o profissional pode seguir ao longo de sua vida; e níveis de complexidade, que constituem as diferentes atribuições, responsabilidades e exigências para cada cargo. Neste modelo, o principal benefício é que a gestão passa a se concentrar no colaborador e não no cargo que ele ocupa.

Um exemplo: um analista pode atuar em áreas como Call Center, Loja ou Ouvidoria, mantendo-se na mesma trajetória de carreira que, neste caso, seria de “Relacionamento”. Ou seja, ele tem mais chances de obter crescimento profissional dentro da empresa, já que pode alcançar promoções transversais – em áreas distintas, mantendo o caminho profissional que optou.

Foram identificadas oito trajetórias de carreira no Sistema Unimed, sendo duas com subtrajetórias: Gestão, Soluções Corporativas (Técnica e Operacional), Imagem Institucional, Relacionamento (Técnica e Operacional), Gestão em Saúde, Enfermagem, Multidisciplinar e Diagnóstico e Imagem.

A partir das 13 competências definidas para o Sistema, cada cooperativa identifica as que serão trabalhadas a cada ciclo: Intercooperação, Foco no Cliente, Foco em Resultados, Melhoria Contínua, Gestão do Conhecimento, Comunicação, Inteligência Emocional, Negociação, Atuação Estratégica, Atuação Sistêmica, Gestão de Pessoas, Foco em Segurança e Assumir responsabilidade/tomada de decisão. Segurança, por exemplo, é uma competência-chave para as trajetórias de carreira assistenciais denominadas “Multidisciplinar”, de “Enfermagem” e de “Diagnóstico e Imagem”, que respondem pelo cuidado humanizado e clínico do paciente.

Após a fase de implantação, são desenvolvidos treinamentos com os colaboradores para esclarecer e desenvolver as competências escolhidas para o ciclo. Esta etapa é seguida pela avaliação anual 180º graus, que analisa desempenho, conhecimentos técnicos e comportamentais do profissional, a partir de autoavaliação, avaliação do gestor para o subordinado e consenso ou feedback. Na reunião de consenso, gestores e colaboradores juntos, traçam planos de desenvolvimento individuais, que vão auxiliar no reconhecimento, desenvolvimento e retenção dos talentos.

A gerente de gestão de pessoas da Unimed do Brasil, Mônica Christina Carvalho, explica que a padronização das ações voltadas para o desenvolvimento profissional dos colaboradores das cooperativas, por meio da integração das áreas de recursos humanos das Unimeds e dos 107 hospitais próprios que pertencem ao Sistema, garantirá ainda mais o bem-estar dos pacientes, que serão atendidos por profissionais com as características essenciais para prestarem um serviço de excelência em saúde.

As cooperativas patrocinadoras e participantes do projeto que estão se preparando para adequação ao modelo até o término de 2014 são: Seguros Unimed, Unimed do Brasil, Central Nacional Unimed, Fesp – Federação São Paulo, Federação Santa Catarina, Federação Paraná, Federação Rio, Federação Minas, Federação Espírito Santo, Federação Ceará, Federação Alagoas, Federação Goiás e Tocantins, Federação Equatorial, Intrafederação Nordeste Paulista, Unimed Belém, Unimed Belo Horizonte, Unimed Rio, Unimed Ribeirão Preto, Unimed Santos, Unimed Campinas, Unimed Vitória, Unimed Maceió, Unimed Fortaleza, Unimed Sorocaba, Unimed Volta Redonda e Unimed Franca.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.

Leave a Reply