This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

HOSPITALAR 2019 Já emitiu sua credencial gratuita? Clique aqui

Saúde dos colaboradores é responsabilidade das empresas, sim

By 27 de fevereiro de 2019 Destaques, Gestão

Estratégias voltadas ao cuidado com o bem-estar e a saúde dos colaboradores têm se mostrado cada vez mais não somente uma tendência, mas também um desafio. Além de oferecer planos de saúde — que hoje correspondem a quase 20% dos gastos das empresas brasileiras —, as empresas precisam proporcionar qualidade de vida aos seus funcionários.

Este conceito envolve as dimensões física, intelectual, emocional, profissional, espiritual e social, necessitando de maior dedicação por parte das empresas para conseguir garanti-la. No Brasil, o custo com assistência médica subiu 19% entre 2016 e 2017 – passou de R$ 270,30 para R$ 321,58 por indivíduo por mês –, o que equivale a 12,71% da folha de pagamento das empresas, de acordo com pesquisa da ABRH-Brasil (Associação Brasileira de Recursos Humanos) e ASAP (Aliança para Saúde Populacional).

De acordo com pesquisa de tendências de RH da Deloitte, 92% dos diretores de empresas no Brasil apontam a atenção ao bem-estar dos colaboradores como um fator importante no dia a dia, ou seja, trabalham com ações de saúde corporativa. Um estudo da Social Market Foundation aponta que funcionários felizes são até 20% mais produtivos do que funcionários insatisfeitos, e este deve ser o foco de uma estratégia de saúde corporativa.

O estresse e a sobrecarga de trabalho, que influenciam diretamente nos hábitos de vida da população, são considerados as principais causas de doenças ocupacionais. Segundo um estudo feito pela Associação Internacional de Gerenciamento do Estresse (Isma Brasil), em 2017, o Brasil foi o país com o segundo maior nível de estresse, com até 70% da população sofrendo deste mal, das quais 69% declaram o trabalho como a principal causa de seu estresse. O aumento da competitividade do mercado, tanto entre empresas quanto entre pessoas, é um dos grandes responsáveis por estimular as pessoas a aumentarem sua carga de trabalho em busca de destaque, acarretando em mais estresse e menos tempo para cuidarem de si mesmas. Isso inclui descuidar da alimentação, abandonar a prática de atividades físicas e de lazer, dentre outras questões que podem ser muito prejudiciais para a saúde, implicando principalmente no desenvolvimento de obesidade e sedentarismo. Para contornar este cenário, as empresas têm analisado os fatores que mais provocam doenças e problemas de saúde em seus colaboradores e focado em ações para minimizar essas ocorrências.

Saúde digital: a tecnologia a favor da vida

No contexto da busca por opções voltadas a uma gestão estratégica da saúde dos colaboradores, o setor de tecnologia passou a desenvolver alternativas para auxiliá-los a manterem uma rotina de vida saudável e, ao mesmo tempo, reduzir os custos das empresas com os problemas de saúde dos funcionários. Desde aplicativos com dicas de receitas saudáveis, passando por plataformas online com integração de aplicativos voltados à melhora de hábitos de alimentação, prática de atividade física, qualidade do sono, estresse e perda de peso, com possibilidade de redução de riscos de desenvolvimento de doenças crônicas como diabetes e hipertensão, até tecnologias preditivas que podem detectar problemas de saúde antecipadamente. Sempre há opções para empresas que querem se destacar na gestão de pessoas e no cuidado com seus colaboradores.

As empresas precisam entender que é responsabilidade delas, sim, manter seus colaboradores saudáveis, porque isso gera lucro e benefícios diversos. A promoção da saúde e da qualidade de vida dos colaboradores por meio de programas de bem-estar corporativo gera maior engajamento e, consequentemente, maior produtividade e resultados. O objetivo das empresas deve ser formar e manter equipes de qualidade e alto rendimento, nas quais os colaboradores sejam apreciados, valorizados, incentivados e possam realizar mais e melhores entregas. Além disso, colaboradores saudáveis faltam menos ao trabalho por doenças, o que contribui para manter sua equipe ainda mais produtiva. Uma boa saída para a sua empresa em 2019 pode ser fazer uma pesquisa com os colaboradores quanto a que tipo de ação, dentre as disponíveis no mercado, eles gostariam e se motivariam a participar, dessa forma a sua empresa estará cumprindo com a responsabilidade de cuidar da saúde e do bem-estar dos colaboradores e terá cada vez melhores resultados.

Sobre o Autor:
Bruno Rodrigues, CEO da GoGood. A GoGood é uma empresa de saúde digital corporativa focada em evitar o crescimento dos custos de saúde para organizações provenientes de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.

Leave a Reply