This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

São Paulo realiza 50 mil plásticas por mês; lipoaspiração lidera

By 2 de setembro de 2014 Gestão

Com o intuito de entender o mercado da cirurgia plástica de São Paulo, os desejos e as dificuldades dos pacientes, assim como quais são as tendências para um futuro próximo, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica de São Paulo (SBCP-SP) realizou uma pesquisa com 378 cirurgiões plásticos do Estado, entre abril e maio deste ano, e constatou que são feitas cerca de 50 mil cirurgias plásticas por mês.

A retirada de gordura localizada é o pedido mais frequente em consultórios de cirurgiões plásticos em São Paulo, junto com as plásticas de abdômen. Ambos foram indicados por 94% dos médicos entrevistados como os procedimentos mais realizados.

A lipoaspiração é mais realizada por mulheres com idade média de 32 anos, segundo 95% dos cirurgiões. O procedimento está entre os que mais cresceram nos últimos cinco anos, com 32% de aumento. Dentre os motivos do aumento da procura está a melhora do poder aquisitivo da população brasileira, segundo o presidente da SBCP-SP e idealizador do levantamento, Fernando de Almeida Prado.

O levantamento mostra que 48% dos pacientes pertencem à classe B, enquanto 25% pertencem à classe A e outras 25% à classe C. Para as classes D e E, a pesquisa mostra 1% para cada.

Na sequência da lista de plásticas estéticas mais realizadas no Estado estão: Mamoplastia (88%), Prótese de silicone (86%), Plástica de nariz (74%), plástica de pálpebras (70%), rejuvenescimento facial (69%), redução de orelhas (60%) e ginecomastia (57%).

Implante de silicone nas mamas é o tipo mais frequente de implante, segundo 98% dos médicos entrevistados. O procedimento também teve crescimento expressivo nos últimos cinco anos, de 41%. “A mulher brasileira está, cada vez mais, incorporando um padrão estético popular nos Estados Unidos. Hoje, existe também um desejo de ter seios em evidência”, afirmou Prado em comunicado.

 Câncer de pele e sequelas da obesidade
Se considerado o recorte das cirurgias plásticas reparadoras, passam a liderar o ranking os procedimentos para danos causados pelo câncer de pele e para sequelas da obesidade. O primeiro é apontado por 69% dos médicos, enquanto o segundo por 44%.

Obesidade e sobrepeso, por sua vez, avançam no país e já acometem quase 60% dos brasileiros. Como o excesso de peso provoca uma série de doenças, como diabetes, hipertensão e problemas cardiovasculares, muitos recorrem a dietas restritivas e cirurgia bariátrica, que provocam perdas expressivas de peso. “Esse paciente nos procura para retirar o excesso de pele e, muitas vezes, para melhorar a expressão do rosto. A perda acentuada de gordura na face pode deixar a pele ligeiramente caída, o que confere uma aparência de idade avançada e cansaço”, explicou o cirurgião plástico.

Uso de toxina botulínica aumentou 53%
Cerca de 85% dos cirurgiões plásticos afirmam realizar aplicações de toxina botulínica, usada contra marcas de expressão e contra suor excessivo. Destes, quase 90% afirmam que a procura aumentou nos últimos cinco anos, com aumento médio de 53%. Além disso, o uso de preenchedores aumentou 46% e 37% dos cirurgiões plásticos afirmam que realizam remoção de tatuagens. “A toxina botulínica é um procedimento atraente por ser minimamente invasivo e não ter os efeitos permanentes. Existem cada vez mais opções de tratamentos, que podem ser realizados até de forma preventiva, antes das marcas de expressão surgirem. Contudo, é importante procurar um profissional qualificado, caso contrário o resultado pode não parecer natural”, alertou em nota.

Pacientes reclamam de dor e cicatriz
O levantamento também revela que as principais reclamações dos pacientes são: dor pós-operatória e as cicatrizes. De acordo com Prado, o dado mostra que é preciso melhorar o diálogo com o paciente. Apesar de ser uma intervenção para fins estéticos, a cirurgia plástica não deixa de ser uma cirurgia e implica num período de recuperação. 

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.

Leave a Reply