This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

+100 PALESTRANTES Saiba quem estará nos palcos do HIS19. 🎙 Clique aqui

Idosos que moram sozinhos triplicam em 20 anos

By 13 de agosto de 2014 Gestão

O brasileiro está vivendo mais e com mais saúde e vigor, tendo aumentado, nos últimos anos, sua expectativa de vida, que hoje é de 74,6 anos, segundo o Instituto Brasileiro de Geo¬grafia e Estatística (IBGE). Neste cenário, os idosos que moram sozinhos também aumentam. Em 2012, 3,7 milhões foram registrados – valor triplicado quando comparado aos 1,1 milhão que moravam sozinhos em 1992.

De cada 100 pessoas idosas que moram sozinhas, 65 são mulheres. Muitos optaram por essa condição a fim de serem independentes. Entretanto, estar atento à saúde nesta fase passa a ser rotineiro. Dessa forma, a empresa de teleassistência para idosos Telehelp lançou neste mês de agosto, em parceria com a Congregação Israelita Paulista, o guia “Morar Sozinho”, primeiro livro brasileiro com o objetivo de auxiliar a pessoa da terceira idade a viver com mais segurança.

O Saúde Business 365 teve acesso ao estudo e elencou algumas recomendações importantes. O livro impresso reúne dicas de gerontólogos, arquitetos, advogados, enfermeiros e pode ser também encontrado gratuitamente em formato ebook nas lojas Kobo (Livraria Cultura), Kindle Store (Amazon), iBook Store (apple), Google Play (Android).

POR QUE É IMPORTANTE  PREVENIR QUEDAS? 

Dados estatísticos mostram que 30% das pessoas idosas caem pelo menos uma vez por ano. E 70% dessas quedas ocorrem no ambiente domiciliar. Mais de dois terços daqueles que têm uma queda cairão no-vamente nos seis meses subsequentes.
A frequência de quedas é maior em mulheres e o risco de fraturas de-correntes de quedas aumenta com a idade. Segundo estudos, 40% das quedas em mulheres com mais de 75 anos e 28% das quedas em ho¬mens podem resultar em fraturas.

As quedas podem ter efeitos devastadores num indivíduo, sendo a principal causa de morte acidental (associada a declínio funcional e institucionalização). Elas ainda podem ter um custo muito oneroso para a pessoa idosa, sua família e para o sistema de saúde. É muito importante prevenir a ocorrência de quedas.

Além dos itens mencionados anteriormente, é importante atentar para os seguintes pontos, para prevenir quedas:

• Pratique exercícios físicos com regularidade, de modo a melhorar a sua forma física, fortalecendo os ossos e músculos.
• Faça uma alimentação equilibrada, prevenindo principalmente a osteoporose.
• Seja cuidadoso na dosagem dos medicamentos.
• Não beba álcool em excesso.
• Use sapatos ou sandálias bem ajustados, com solas antiderrapantes (de preferência com ranhuras ou ventosas).
• Não use camisas de noite ou roupões compridos.
• Se precisar de óculos, não deixe de usá-los.
• Use bengala, se o seu médico concordar.
• Esteja atento a movimentos inesperados de animais, crianças e bicicletas.

CASA SEGURA 
Alguns cuidados específicos podem ser necessários para esta etapa, inclusive para prevenir quedas:

ENTRADA

  • Iluminação sob a porta.
  • Olho mágico (até a altura de 1,20 m), para permitir a identificação de quem está querendo entrar.
  • Capacho emborrachado ou bem fixado no chão.

ESCADAS E CORRIMÕES

  • Instalação de corrimões nos dois lados das escadas, dos de¬graus, das rampas e corredores.
  • Para permitir uma boa pega e segurança, o corrimão deve ter formato arredondado, diâmetro entre 3 cm e 4,5 cm e estar loca¬lizado a uma distância de 4 cm da parede e a uma altura entre 70 e 90 cm (medidos do chão até a parte superior do corrimão).
  • Sinalização com fita adesiva de cor diferente do piso na beirada de degraus de escadas e, principalmente, de degraus isolados. 

ILUMINAÇÃO

  • Boa iluminação em locais de circulação, corredores, escadas, degraus, banheiros e cozinha. 
  • Acesso à janela, para dosar o sol e o vento e garantir conforto térmico e acústico. 
  • Instalação de interruptores de luz de fácil alcance, para facilitar a iluminação de trajetos e reduzir riscos de queda. 

BANHEIRO

  • Vão da porta do banheiro com 80 cm de largura, para permitir a passagem de cadeira de rodas. 
  • Piso antiderrapante. 
  • Boxe do chuveiro com espaço para o idoso banhar-se sentado em uma cadeira e a instalação de barras de apoio para possibilitar o banho em pé. 
  • Instalação de barras na bacia sanitária, para apoio ao se sentar e ao se levantar. 
  • Torneiras monocomando em forma de alavanca, para facilitar o controle da temperatura da água

COZINHA

  • Armários ou prateleiras para objetos de uso frequente com altura entre 80 e 120 cm (medidos a partir do chão). 
  • Fogão e pia próximos da geladeira, para facilitar o uso no dia a dia. 
  • Foco de luz sobre a pia, para melhor manuseio dos alimentos. 
  • Balcão ou mesa com cadeira, para elaboração das refeições e apoio para panelas pesadas ou quentes. 

SALA E DORMITÓRIO

  • Poltrona com apoio de cabeça e braços, para descanso e para facilitar os movimentos ao levantar e sentar. 
  • Mesinha de cabeceira com abajur, relógio, lanterna e espaço para copo d’água. 
  • Altura da cama suficiente para que o idoso, sentado, apoie os pés no chão. 
  • Caminho para o banheiro sempre iluminado, para evitar quedas no trajeto.
Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.

Leave a Reply