This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

HOSPITALAR 2019 Já emitiu sua credencial gratuita? Clique aqui

Como investir em instituições de saúde que não visam lucro?

By 18 de janeiro de 2016 Gestão

Com a abertura de capital estrangeiro na oferta de serviços de saúde há cerca de um ano, a pergunta “Como investir em instituições que não visam lucro?” se faz presente, já que os hospitais e serviços filantrópicos também podem ser alvo desse perfil de investidor. Alguns dos caminhos apresentados em evento* pelo escritório de advocacia TozziniFreire e a consultoria PwC são:

Via desmutualização?
Criação de novas entidades?
Compra de ativos?
Outras formas?

Leia Mais: Especial Capital Estrangeiro na Saúde
Capital Estrangeiro em Hospitais como alternativa para as instituições

A especialista em Direito Empresarial pela FGV, Elysangela Rabelo, aprofundou o conceito “desmutualização”, que consiste na conversão de títulos patrimoniais em ações ou quotas. A operação nasceu na década de 90, quando as Bolsas de Valores estavam precisando se reestruturar para enfrentar os avanços do mercado de capitais internacionais.

• Bolsa de Estocolmo, 1998
•Australian Stock Exchange, 1998
•Toronto Stock Exchange, 2000
•Pacific Exchange (PCX), 2001.
•Chicago Mercantile Exchange, 2001
•BM&F Bovespa, 2007

Sem fins lucrativos

ativos são controlados pelos seus membros
processo decisório democrático – cada título representa um voto
membros da organização são beneficiários diretos de bens e/ou serviços
ausência de finalidade lucrativa
existência de restrições à circulação dos títulos de propriedade.

Com fins lucrativos

distinção entre a pessoa do acionista e do beneficiário dos bens/serviços da entidade – sócio não se confunde com o cliente
um voto por ação
regras de governança
finalidade lucrativa
liberdade para transferência das quotas ou ações, dentro de certas regras.

Na prática, a desmutualização ocorre por meio de Transformação de tipo jurídico; Cisão; Fusão; Incorporação ou Conferência de bens. De acordo com a Elysangela, a “desmutualização” não é necessariamente a etapa para viabilizar o investimento via M&A (fusões e aquisições) e, segundo a JUCESP (junta Comercial do Estado de São Paulo), a transformação de associação civil em sociedade empresária só é possível nos casos em que a associação a ser transformada seja uma associação educacional.

Nathalia Nunes

About Nathalia Nunes

Fonoaudióloga formada pela FMUSP, com MBA em Economia e Gestão em Saúde na UNIFESP e apaixonada por comunicação, negócios e tecnologia em saúde. Na Live, trabalho com Marketing, Pesquisa e Conteúdo, tanto na produção de materiais editoriais e de pesquisa, quanto na difusão de temas e ações relacionados a negócios em saúde.

Leave a Reply