This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Como ajudar no home office da equipe?

By 28 de outubro de 2020 Gestão

Pipo Saúde preparou um guia completo com orientações de ergonomia dos equipamentos necessários para manter o bem-estar e produtividade dos colaboradores

O ano de 2020 foi marcado por grandes mudanças nas relações de trabalho e a inclusão do modelo home office por um tempo prolongado em boa parte das empresas no Brasil e no mundo. No entanto, um dos principais desafios segue sendo transformar o ambiente de casa em escritório, considerando que o brasileiro trabalha em média 8,7 horas por dia, de acordo com a empresa de comunicação GetVoIP, é importante que o local seja adaptado às nossas necessidades.

Para manter o bem-estar dos colaboradores é indicado que as empresas se preocupem em ao menos orientá-los na organização dos espaços de trabalho. Segundo a John Lewis, multinacional da Grã-Bretanha, as vendas de cadeiras premium de escritório tiveram um aumento de 86%. O Google Trends também filtrou um aumento na procura pela palavra “dor nas costas” que obteve um crescimento de 76%, batendo o recorde de buscas.

Procurar um equipamento ideal não é uma tarefa tão simples assim. Assim, a Pipo Saúde, startup criada para otimizar a relação do RH de empresas com os planos e benefícios de saúde, preparou um e-book completo para empresas, com dicas sobre como montar um escritório remoto completo para o time. O guia foi baseado na ergonomia, além de levar em consideração os parâmetros da Norma Reguladora 17 da CLT, que estabelece diversos critérios ergonômicos. Abaixo, algumas dicas para tornar o home office mais saudável:

Cadeira: A cadeira é um dos itens mais importantes para um trabalhador que passa horas no computador. Ela dá sustentação às suas costas e braços, e em alguns modelos até para pescoço/cabeça. Garante que as pernas tenham uma circulação sanguínea adequada. A NR 17 estabelece uma série de critérios sobre cadeiras ergonômicas, que podem ser resumidas em: borda frontal arredondada e assento sem formato que acompanhe o contorno natural das nádegas; revestimento com material que permita a eliminação natural do suor; encosto ajustável em altura e inclinação; base estofada; apoio para os braços com regulagem de altura entre 20 e 25 cm em relação ao assento e comprimento que não impeça a correta aproximação à mesa e apoio em 5 pés.

Mesa: É importante ter uma mesa com as dimensões corretas. O padrões da NR 17 são dificilmente seguidos pela maioria das mesas disponíveis no mercado – no mínimo 50 cm de profundidade, o suficiente para apoiar um notebook; 90 cm de largura, para caber notebook ou teclado + mouse + algum espaço livre e 75 cm de altura, padrão para escrivaninhas.

Monitores: Dado que seu colaborador pode trabalhar usando computadores, ter um bom monitor é essencial para organização e bom desempenho das tarefas. É importante que fique em uma altura adequada, ou seja, o topo do monitor deve estar alinhado horizontalmente com a linha dos olhos, e é ideal que você não precise inclinar a cabeça para baixo para ter um bom ângulo de visão da borda inferior.

Mouse: Um bom mouse pode durar por anos e garantir que a produtividade não custe dores nas mãos. Existem diversos tamanhos e formatos, e é importante pegar um que se adeque ao tamanho da mão. Ter mais botões pode aumentar a produtividade, além dos dois botões comuns e da rodinha, existem aqueles com botões para voltar/avançar páginas na web, rodinhas para lateral e até mesmo com vários botões programáveis.

Teclado: Assim como os mouses, existem milhares de teclados disponíveis no mercado, de todos os tipos, tamanhos e marcas.

Fone de ouvido/headset: Para facilitar o foco e a comunicação nas diversas chamadas do dia, é recomendado ter um bom par de fone de ouvido e microfone. Caso queira ambos no mesmo produto, o mais indicado é um headset.

“A falta de estrutura adequada pode causar problemas graves para os colaboradores que estão em home office, por isso, a Pipo Saúde que além de cuidar das vidas externas cuida das vidas internas, disponibilizou um valor inicial para cada Pipolh@, como são chamados os colaboradores da empresa, para montarem seu escritório e uma ajuda de custo mensal para garantir que todos tenham as melhores condições de trabalho possíveis mesmo trabalhando a distância”, finaliza a CEO da Pipo Saúde, Manoela Mitchell.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.