NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assine

4 lições para planejar bem os recursos

Por 14 de outubro de 2011 Gestão

Recebi um e-mail de uma colega interessada no tema economia da saúde que mencionava que havia visto uma entrevista minha na qual eu reforçava que o foco final é beneficiar o paciente. Na mesma entrevista eu assinalava que contribuir para definir prioridades de alocação de recursos era responsabilidade dos stakeholders da área, de forma que o benefício coletivo deve ser considerado. A colega entendia que havia uma colisão de objetivos e me pediu ajuda para desenrolar seu pensamento.,13,Primeiramente a tranquilizei: a primeira leitura pode confundir mesmo.,13,Para agregar um sossego intelectual, e olhando com o cuidado que o tema merece, ainda temos pontos anteriores a debater:,13,1. Os recursos disponíveis são insuficientes, não há dúvida. Bom?. economia da saúde pode funcionar quase como ?de forma inversa?. Vamos definir o que consideramos razoável para investir para agregar 1 ano de vida ajustado por qualidade, por exemplo, e usamos estes números para expor qual nossa necessidade orçamentária.,13,2. A efetividade apresentada na literatura, muito poucas vezes ajustada por qualidade de vida, e frequentemente com ganhos questionáveis (ou sustentado em pobre evidência científica ou com ganhos marginais) é misturada com reais avanços tecnológicos? Temos que depurar melhor quem é quem neste cenário e eliminar os sofismas científicos.,13,3. A farmacoeconomia é uma ferramenta dos gestores e alocadores de recursos. Inquietude moral não precisa ser trazida para o consultório no momento de atendimento ao paciente?. O debate deve ser anterior a este ponto: quando definiremos as opções consistentes entre pagadores, prestadores e sociedade.,13,4. O teste para uma inteligência de primeira categoria?, disse o escritor americano F. Scott Fitzgerald, ?é a capacidade de ter em mente duas idéias opostas ao mesmo tempo, e ainda continuar em condições de funcionar?.,13,Acredito no talento e criatividade do nosso país. Acredito na inteligência de primeira categoria de nosso povo, desde que tenham acesso a informação e sejam educados ao pensamento crítico.,13,**As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicadas refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nesta publicação

Portal Saúde Business

Sobre Portal Saúde Business

Deixe uma resposta