This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Que dicas a BM&Bovespa dá a novos empreendedores?

By 13 de novembro de 2014 Empreendedorismo
empreendedores-de-sucesso-novos-empreendedores-bovespa-mercado-de-capitais

No evento que acontece agora, o CEO Summit, o diretor presidente da BM&Bovespa, Edemar Pinto, contou um pouco sobre o cenário atual da bolsa brasileira e deu dicas para novos empreendedores desenvolverem suas empresas para um futuro IPO. As perguntas foram realizadas pelo presidente da Prática Fornos.

O valor de mercado da bolsa de valores brasileira é alto, graças ao potencial de crescimento do Brasil. Para termos ideia do cenário, dentre as 1000 maiores empresas do Brasil, somente 300 estão presentes na bolsa de valores. A regulação brasileira é bastante conservadora, o que dificulta que as empresas façam o IPO, mas, por outro lado, isso nos dá uma segurança grande. Nos EUA, é comum vermos seguradoras e grandes empresas fechando e falindo, o que não acontece com tanta frequência aqui, já que temos um arcabouço legal de proteção e de segurança a essas empresas, segundo Edemir Pinto.

A bolsa de valores é um local virtual e físico para a realização de negócios e de investimentos em novos empreendedores. Há poucos investidores e empresários no cenário, mas já somos uma Bolsa de Valores importante no mundo. Segundo Edemar, o mundo acessa o mercado brasileiro e quase 60% dos negócios realizados aqui são feitos por estrangeiros de todos os continentes, cenário diferente de alguns anos atrás, em que somente os americanos investiam no Brasil.

Se um investidor brasileiro queria investir na bolsa, ele precisava ir a NY e realizar seus negócios por lá. Atualmente, temos regras de governança que nos coloca em uma posição favorável. Os movimentos eram mais de especulação que de investimentos reais de médio e longo prazo. Tais regras estabeleceram o novo mercado, com cerca de 130 empresas listadas segundo estes critérios. Isto foi lançado em 2002 e, a partir do quarto ano, o mercado começou a decolar, sendo consolidado a pouco tempo.

Como as PME’s podem enxergar o mercado de capitais e aspirarem para o mercado de capital?

Edemar disse que não tínhamos um mercado de acesso, o Bovespa Mais, porque dá mais prazo e flexibilidade para a empresa se estruturar em sua governança corporativa. Há incentivos para as médias empresas, como, por exemplo, a isenção de imposto de renda no mercado de capital para empresas com faturamento de até R$500 milhões e valor de mercado de até R$700 milhões.

Qual o perfil do empreendedor que deve buscar a Bolsa? Qual a compensação que tem ao abrir mão de parte do seu controle?

Como, neste caso, ela (a empresa) é uma média empresa, deve ter um comprador específico e direcionado e, obviamente, este comprador não deve ter expectativa de resultados e dividendos de imediato e, como está em expansão, vem à bolsa para fazer essa expansão. O negócio de potencial crescimento é o que dá uma vantagem muito grande ao empreendedor. Ter métricas e índices que mostram isso levam a um maior potencial de receber investimento. O empreendedor ainda tem a vida toda para poder crescer, diferente das grandes empresas, que devem adquirir e fundir para que continuem crescendo.

Como fica a vida do empreendedor após a abertura de capital? O que muda?

Edemir disse que viveu isso dentro da bolsa e que tudo muda. É só imaginar que você terá milhares de sócios e que eles não estarão com você. Eles, na verdade, querem que você continue lá, porque você que mostrou o potencial de crescimento da empresa e é você que está no cargo que pode realizar essa mudança. No entanto, ele vai te cobrar informações, ou seja, a governança tem que estar bem estruturada e bem preparada para conseguir passar por essa fase.

Essa lições podem servir para que o empreendedor se prepare para desenvolver sua empresa em relação à expansão da empresa para o mercado de capital.

Nathalia Nunes

About Nathalia Nunes

Fonoaudióloga formada pela FMUSP, com MBA em Economia e Gestão em Saúde na UNIFESP e apaixonada por comunicação, negócios e tecnologia em saúde. Na Live, trabalho com Marketing, Pesquisa e Conteúdo, tanto na produção de materiais editoriais e de pesquisa, quanto na difusão de temas e ações relacionados a negócios em saúde.

Leave a Reply