This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Quando um procedimento cardíaco foi interrompido por um vírus

No início desse ano, foi registrado um caso de vírus em um software de um hospital nos Estados Unidos, mas o mais preocupante foi o vírus afetar um dispositivo de laboratório no meio de um procedimento cardíaco em um paciente em tempo real, e por isso  operação não pode continuar.

O órgão norte-americano Food and Drug Administration (FDA) reportou o incidente e alertou sobre o uso de computadores em ambientes mais críticos da saúde. Enquanto um pane no computador pode não passar de um aborrecimento para a maioria dos usuários em escritórios ou em casa, por exemplo.  Em hospitais, instalações de geradores de energia ou outros campos de indústria, um simples erro na rede pode representar em um problema muito mais grave.

O computador em questão é composto por módulos de dados do paciente, uma série de cabos e monitores integrados. Ele fornece aos médicos informações do diagnóstico em tempo real do paciente que no caso era submetido ao procedimento conhecido como cateterismo cardíaco, em que os médicos inserem um tubo em um vaso sanguíneo para ver o quão bem está o funcionamento do coração do paciente.

Um provedor não identificado de Healthcare registrou em maio o ocorrido, o hemo monitor tinha perdido a comunicação com o Hemo cliente e o monitor parou, sua tela ficou preta. O FDA ainda destacou que houve um atraso de 5 minutos, enquanto o paciente foi sedado para que o software pudesse ser reiniciado.

Verificou-se que o software anti-malware estava realizando varreduras, mas o sistema não apresentava os dados fisiológicos do paciente e por isso o tratamento atrasou de forma que colocou o paciente em risco, no entanto a reinicialização do programa foi rápida o bastante para recuperar o paciente e terminar o procedimento com êxito.

De acordo com as informações disponibilizadas, a causa relatada foi devido a má instalação do software anti-vírus, indicando assim nenhum defeito ou anomalia no produto.

Os casos de pane em estado críticos não são divulgados, mas não são raros no setor. Michael Toecker, engenheiro técnico especializado em segurança de sistemas de controle industrial, disse que está ciente de pelo menos três incidentes em instalações de geração de energia nos Estados Unidos nos últimos cinco anos em que o software antivírus interrompidos processos de computador .

Enquanto os computadores para uso pessoal e empresarial apresentam um forte ecossistema de integração software e hardware, os computadores médicos e industriais passam por um modelo bem mais passivo. Isso porque os sistemas executados em procedimentos de risco de vida estão em situação que pode apresentar grande perigo e devem ser extensivamente testados e corrigidos antes de serem produzidos afinco.

Leia mais sobre o caso, aqui.

 


 						
				
Nathalia Nunes

About Nathalia Nunes

Fonoaudióloga formada pela FMUSP, com MBA em Economia e Gestão em Saúde na UNIFESP e apaixonada por comunicação, negócios e tecnologia em saúde. Na Live, trabalho com Marketing, Pesquisa e Conteúdo, tanto na produção de materiais editoriais e de pesquisa, quanto na difusão de temas e ações relacionados a negócios em saúde.

Leave a Reply