This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

⚠️ Hospital Albert Einstein, Rede D'Or, Amil, DASA, Fleury... todos no HIS. E você? Clique aqui

PebMed, finalista do prêmio Startup Saúde 2014

By 21 de novembro de 2014 Empreendedorismo

Anunciamos as finalistas do prêmio Startup Saúde 2014 e, agora, vamos publicar entrevistas com as empresas que ainda não estão no nosso site. Hoje começamos a entrevista com a PebMed, uma startups de desenvolvimento de soluções móveis para saúde.

  1. Quando a empresa foi fundada e qual o background dos sócios?

A PEBmed Apps é uma Start-Up voltada ao desenvolvimento de soluções móveis para temas de interesse em saúde. Fundada em 2012 por 3 colegas de universidade, hoje somos a maior empresa de aplicativos médicos mobile do Brasil. São hoje 20 softwares diferentes, disponíveis nas 5 principais plataformas, com mais de 250 mil downloads e base de mais de 70 mil usuários.

A nossa equipe é formada por 3 médicos que se conhecem há mais de 8 anos, cursaram faculdade juntos, e já escreveram artigos médicos científicos e publicaram um livro. Temos uma ampla experiência de relacionamento e trabalho em equipe. Somos um verdadeiro time criado no mundo acadêmico e com experiência nos últimos 2 anos no mundo mobile.

Pedro Gemal é o CTO da empresa, com formação em medicina pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e residência em clínica médica pela UFF. Tem pós-graduação em Informática da Saúde (Unifesp) e atua como Diretor de Tecnologia e Informação da PEBmed.

Eduardo Moura é o CCO da empresa, com formação em medicina pela UFF e residência em clínica médica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.  Participou como diretor de produto, conteúdo e criativo da PEBmed. Além disso, elaborou campanhas publicitárias e atua como editor chefe do blog da PEBmed Apps.

Bruno Lagoeiro é o CEO da empresa, com formação em medicina pela UFF e residência médica em clínica médica no Hospital Municipal Lourenço Jorge. Atua como administrador da empresa, comanda o setor financeiro, a rede de parcerias e contatos, coordena campanhas de marketing e participou diretamente da criação de todo o conteúdo dos aplicativos. É colaborador direto para o blog da empresa.

  1. Quantas pessoas estão na empresa atualmente?

A empresa é formada pelos 3 sócios. Estamos desenvolvendo parcerias para incorporar um designer e um desenvolvedor para a empresa.

  1. Como vocês viram o mercado na época da criação da empresa e o que os motivou a criá-la?

Nossa linha de trabalho sempre priorizou as lacunas de informação e a carência de ferramentas que observamos no nosso próprio trabalho como médicos.

Oferecemos soluções para os principais problemas do dia-a-dia do médico, do generalista ao especialista. Disponibilizamos material para consulta, organizamos protocolos de atendimento e automatizamos tarefas médicas.

Com a expansão do mercado mobile, muito forte no meio médico, vimos a oportunidade de dominar um nicho com grande potencial. Nossos produtos são hoje líderes de venda, e marcam com grande prestígio e reconhecimento de mercado a função primordial da nossa empresa: Levar conhecimento médico de qualidade, com praticidade e segurança. De médicos para médicos.

  1. Quem são os players do setor mais interessados no desenvolvimento de aplicativos?

Indústrias farmacêuticas (divulgação de marca e fidelização de clientes), Prestadores de serviços de saúde (planos de saúde, hospitais, clínicas) e Grupos científicos (revistas e jornais científicos, congressos).

  1. Que plataforma predomina na criação dos seus aplicativos e por que?

Nossa maior porcentagem de downloads é na plataforma Apple iOS®, seguido do Android e Kindle. Recentemente, estamos expandindo nosso mercado para Windows Phone e Blackberry.

Essa tendência de usuários não segue a lógica da proporção de sistemas operacionais no Brasil. Pesquisa da Folha de São Paulo (2014) aponta a proporção de usuários brasileiros como 88% Android, 6% Windows Phone, 5% iOS e menos de 1% Blackberry.

Curiosamente, no meio médico, sabemos que há predominância do iOS, muito provavelmente devido à ampla disponibilidade de aplicativos da categoria “Medicina”. Só para citar um exemplo, na segunda plataforma mais utilizada no Brasil sequer há a categoria “Medicina” de aplicativos. Isso retrata o quanto temos um mercado enorme em potencial.

  1. Qual o maior case de sucesso da empresa?

Whitebook: guia de prescrição é o aplicativo mais vendido em 2013 e 2014 da Apple Store® e Google PlayStore® na categoria medicina. Revolucionamos o dia-a-dia do médico brasileiro, com um guia completo de orientações de condutas médicas e medicamentos para diversas especialidades, que partiu da idéia inédita de integrar utilitários médicos numa mesma interface. Diferentemente dos modelos tradicionais de aplicativos, que oferecem uma única ferramenta (um guia de bulas, um ebook, um kit de calculadoras), nosso aplicativo oferece tudo aquilo que nós sabemos que o médico precisa, com o mínimo de buscas e toques na tela. Com mais de 30 mil usuários ativos, representa a principal ferramenta do médico moderno.

Nossa experiência em oferecer conteúdo médico nos estimulou a expandir o mercado de saúde digital em plataformas móveis, e a oferecer a mesma qualidade de informação a um público diferenciado (os pacientes), o que será nosso grande objetivo em 2015.

Nathalia Nunes

About Nathalia Nunes

Fonoaudióloga formada pela FMUSP, com MBA em Economia e Gestão em Saúde na UNIFESP e apaixonada por comunicação, negócios e tecnologia em saúde. Na Live, trabalho com Marketing, Pesquisa e Conteúdo, tanto na produção de materiais editoriais e de pesquisa, quanto na difusão de temas e ações relacionados a negócios em saúde.

Leave a Reply