This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

⚠️ Hospital Albert Einstein, Rede D'Or, Amil, DASA, Fleury... todos no HIS. E você? Clique aqui

“O empreendedorismo representa o futuro da saúde”, diz Leonardo Melo

By 6 de setembro de 2017 Empreendedorismo, TI e Inovação

Para grande parte da população o acesso à saúde é um desafio, entretanto, a telerradiologia é uma importante solução que apresenta benefícios tanto para os pacientes, quanto para os hospitais e clínicas.

A telerradiologia é uma das especialidades da telemedicina e a sua principal vantagem é emitir laudos para exames radiológicos aos serviços de radiologia que necessitam de equipe especializada ou que não conseguem atender a extensa demanda em tempo hábil.

Sobre como estamos  adotando a telerradiologia e o que é necessário para que essa solução se torne cada vez mais eficiente em nosso país, conversei com Leonardo Melo, Engenheiro de Telecomunicações e Diretor da Diagnext.

A Diagnext é uma startup niteroiense criada em 2009, que atualmente tem seu sistema utilizado em mais de 30 clínicas e hospitais públicos e privados, atendendo do Rio de Janeiro à Amazônia. Considerada pioneira no Brasil, conta com o reconhecimento da Anatel e do Ministério da Ciência e Tecnologia da Informação.

Melo aponta que, para tornar as soluções tecnológicas mais eficientes, é necessário inovar as ferramentas e viabilizar a troca de informações entre os diferentes players, e acrescenta que infelizmente existe uma desorganização política, administrativa e burocrática que inviabiliza os investimentos em pesquisas e soluções. A tecnologia tem o enorme potencial de promover a transformação em todas as áreas, e a saúde só tende a se beneficiar com o seu uso.

O empreendedorismo traz em seu cerne a mudança, ou seja, o mercado vai se aprimorando, os pacientes se tornam mais exigentes, mais preocupados com os próprios cuidados e as soluções devem ser mais sofisticadas para atender essa demanda. Entretanto, Melo afirma que “Empreendedor de inovação sofre no Brasil”, uma vez que o país não conta com uma política pública estabelecida, e por essa razão muitas ideias que poderiam otimizar os custos, trazer melhorias no atendimento não saem do papel.

Mesmo em um cenário não tão favorável, ele declara que a tecnologia e o empreendedorismo representam o futuro da saúde.

O sistema da Diagnext foi implantado em hospitais do interior do Amazonas, viabilizando a realização de cerca de 110 mil exames radiológicos, inclusive de emergência. Acerca da sua implementação e adesão, Melo explicou que os médicos se surpreendem e muitos se tornam entusiastas da inovação, uma vez que a informação é disponibilizada em minutos, o que levava horas ou até mesmo dias. Um processo que vem colaborando com o setor, mas ainda presencia muitas barreiras para a sua plena aceitação, seja pela parte burocrática ou até mesmo a necessidade de provar continuamente a eficiência da ferramenta.

O que é mais difícil para uma startup em saúde: conseguir dinheiro para fazer a empresa funcionar, engrenar ou fazer a empresa continuar a crescer? Melo relata que a primeira dificuldade é conquistar a credibilidade no mercado. O mais importante é vestir a camisa, sair da inércia. Isso implica em inovar para continuar se diferenciando no mercado, as duas etapas demandam esforços, por isso o essencial é permanecer inovador.

Nathalia Nunes

About Nathalia Nunes

Fonoaudióloga formada pela FMUSP, com MBA em Economia e Gestão em Saúde na UNIFESP e apaixonada por comunicação, negócios e tecnologia em saúde. Na Live, trabalho com Marketing, Pesquisa e Conteúdo, tanto na produção de materiais editoriais e de pesquisa, quanto na difusão de temas e ações relacionados a negócios em saúde.

Leave a Reply