This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

⚠️ Hospital Albert Einstein, Rede D'Or, Amil, DASA, Fleury... todos no HIS. E você? Clique aqui

Evoluindo de startup para scaleup

By 22 de janeiro de 2015 Empreendedorismo

Já conhecemos startups e corporações tradicionais, mas, entre as duas, temos um grupo de empresas que não se caracterizam em nenhum dos dois grupos. Para elas, foi criado o conceito de Scaleup. O Vice-presidente de inovação da Coca-Cola é um dos que acredita no que este modelo tem para oferecer.

Uma Scaleup é uma empresa com média de crescimento anual de empregados ou turnover maior de 20% em um período de três anos e com mais de 10 empregados no início do período de observação.

A proposta de um grupo de britânicos é transformar o Reino Unido em uma nação de Scale-ups. Segundo o grupo, este investimento, seguido por um crescimento será importante para o aumento do crescimento econômico per capita.

O relatório faz recomendações para o governo local e nacional, universidades, escolas, faculdades, corporações e mídia para melhorar o ecossistema das scale-ups. O plano foca em seis áreas:

  1. Focar, apoiar, promover e divulgar os fechamentos de gaps: para o grupo, a liberação de dados é a maior colaboração governamental atualmente. Colaborar e promover quem ajude scale-ups é a segunda maior tarefa que deve ser realizada na esfera governamental.
  2. Acesso a talentos: Para os líderes dessas empresas, o principal problema é a contratação de um time capacitado. Sem este time, a operação não ocorre no máximo de seu potencial.
  3. Desenvolvimento de uma liderança para scale-up: O segundo fator mais importante que costuma atrasar o desenvolvimento destas empresas é a falta de conhecimento e experiência no time de liderança sênior. Segundo o relatório, é difícil desenvolver uma empresa centenas de vezes mais rápido que o normal sem o treinamento e o apoio corretos.
  4. Aumentar base de clientes dentro e fora do país: Barreiras existem para que empresas criem produtos e serviços novos em solo doméstico e que só vendam produtos bem-sucedidos em outros países. É preciso que esta barreira seja quebrada para que a inovação corra com maior facilidade.
  5. Financiar scale-ups: Empresas com crescimento rápido geralmente recorrem aos EUA ou à Ásia para financiamento. O grupo acredita que o governo britânico deva investir para retenção de talentos e de empresas inovadoras;
  6. Acessar infraestrutura: Empreendedores dizem que o baixo acesso a infraestrutura torna mais difícil o processo de escalar empresas no Reino Unido. Dentre os exemplos para melhorar o acesso, eles falaram de dividir o espaço com grandes empresas.

Alguns problemas também acontecem por aqui em nível de startups, scaleups e corporações.

Para facilitar ainda mais, eles liberaram uma lista de métricas que devem ser contempladas no dia a dia de uma scaleup.

Scaleup_Metrics

O que você acha do novo conceito? Para ler mais sobre o report, o link está aqui.

Nathalia Nunes

About Nathalia Nunes

Fonoaudióloga formada pela FMUSP, com MBA em Economia e Gestão em Saúde na UNIFESP e apaixonada por comunicação, negócios e tecnologia em saúde. Na Live, trabalho com Marketing, Pesquisa e Conteúdo, tanto na produção de materiais editoriais e de pesquisa, quanto na difusão de temas e ações relacionados a negócios em saúde.

Leave a Reply