This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Engajamento do paciente na gestão de sua saúde em tempos de pandemia

By 18 de agosto de 2020 Destaques, Gestão, Voz da Marca

Organizações de saúde de todo o mundo têm investido muitos recursos ao longo dos últimos anos, a fim de potencializar o engajamento dos pacientes na manutenção dos cuidados de sua saúde. Estudos indicam que a condição de saúde de um indivíduo pode ser determinada nas seguintes proporções: o estilo de vida corresponde a 50% dos determinantes de saúde, 20% fatores genéticos, 20% exposição ao ambiente e somente 10% cuidado e acesso à saúde.

Situações como a de pandemia que estamos vivendo atualmente reforçam a necessidade de engajamento do paciente em seus cuidados. Essa necessidade aumenta em pacientes crônicos, que precisam de automonitoramento de suas condições de saúde como, por exemplo, diabéticos e hipertensos. Eles devem ter como prioridade a mudança de hábitos em observação às novas regras sanitárias para evitar exposição e contágio durante esta pandemia. Neste cenário a participação dos pacientes, e porque não dizer cidadãos em geral, já não é algo acessório senão essencial.

A tecnologia é um fator crucial para potencializar o engajamento dos pacientes na manutenção de seu estado de saúde e tem sido um elemento estratégico na condução de políticas de combate à pandemia que enfrentamos. Atualmente elementos tecnológicos disponíveis para grande parte da população permitem aos pacientes compartilhar seu estado de saúde de forma constante com a sua rede de cuidados, permitindo em muitos casos identificar de forma antecipada condições que requerem uma ação preventiva, o que evita quadros de maior gravidade.

Os dados dos pacientes são o princípio para que a tecnologia se torne uma ferramenta eficiente no compartilhamento. A transformação digital em curso tem um impacto geral na gestão das instituições de saúde, nos serviços ao paciente e na rotina de todos os profissionais envolvidos. Na era do data analytics, mais do que nunca a informação assume um papel vital. Por exemplo, o Ministério da Saúde criou recentemente a Rede Nacional de Dados da Saúde, que tem a DataSUS como plataforma de transmissão e integração de dados. Essa rede tem como objetivo a informação em tempo real de solicitações, casos suspeitos e confirmações dos positivos da Covid-19, com capacidade de alimentar em tempo real dashboards do cenário nacional, além de permitir projeções mais legítimas do cenário futuro.

Dados disponíveis, integrados e de qualidade são o caminho para se desenvolver as melhores estratégias de prevenção, principalmente nos momentos de crises de grandes proporções. Portanto, é necessário esforço para coletar, padronizar e analisar dados nos sistemas de Saúde. Se a informação salva vidas, não deve haver barreiras para que seja tratada e compartilhada com eficiência. A partir daí, o uso de recursos como telemedicina ou aplicativos móveis para monitorar os pacientes e os seus cuidados com a saúde tornam-se mais proveitosos. O engajamento do paciente, ao perceber os benefícios, é uma consequência produtiva.

Para que todos os sistemas de saúde recebam o impacto positivo dos dados precisos é necessária a adoção de uma plataforma de dados desenvolvida especificamente para quem precisa de autonomia para rápido desenvolvimento e escalonamento de aplicações inovadoras, principalmente as de missão crítica. Só assim as organizações resolverão seus problemas mais críticos de interoperabilidade, escalabilidade e velocidade causados pelo grande volume de dados gerados diariamente.

A pandemia fez com que a resistência natural que existia em relação à adoção de tecnologias para o engajamento do paciente fosse rompida. Isso acelerou de forma exponencial o desenvolvimento de aplicações e dispositivos para atender uma nova onda de necessidades e, certamente, será mais que uma demanda temporária. A adoção de diferentes padrões de tecnologias será incorporada aos hábitos e estilo de vida das pessoas, tornando-se cada vez mais necessária.

Alfredo Alberto, Diretor de Serviços Profissionais da InterSystems na América Latina

Intersystems

About Intersystems

Algumas aplicações são importantes demais para falhar. Elas servem de suporte aos nossos sistemas de saúde, empresas e governos. Saúde, sucesso e sociedade: são coisas importantes. O que nossos clientes se esforçam para possibilitar todos os dias e o que nosso software ajuda a tornar realidade.