This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

⚠️ Hospital Albert Einstein, Rede D'Or, Amil, DASA, Fleury... todos no HIS. E você? Clique aqui

Veja porque seu consultório precisa de um prontuário eletrônico com certificação SBIS-CFM

By 27 de maio de 2019 Colunas, Mercado

A utilização de diferentes recursos tecnológicos dentro do consultório deixou de ser uma novidade para se transformar em questão de sobrevivência. Com as ferramentas adequadas, o médico não apenas otimiza o tempo de consulta, como também melhora a qualidade do atendimento, proporcionando mais conforto e segurança aos pacientes. Uma das soluções consideradas essenciais é o prontuário eletrônico, software capaz de gerenciar todos os dados dos pacientes, informando cadastro, histórico, receituário, entre outros pontos. Contudo, na hora de adquirir este serviço, os profissionais de saúde devem pesquisar e contratar apenas sistemas aprovados pela SBIS (Sociedade Brasileira de Informática em Saúde). A lista completa dos prontuários eletrônicos certificados está aqui.

A SBIS emite uma certificação aos prontuários eletrônicos em parceria com o CFM (Conselho Federal de Medicina). As empresas passam por uma auditoria independente bastante rigorosa que, além de testar o conteúdo e exigir recursos necessários no dia a dia médico, também analisa todos os procedimentos de segurança do sistema. Após isso, a solução pode ganhar dois tipos de certificados. O NGS-1 atende os padrões exigidos, mas não é autorizado a substituir o papel por documentos eletrônicos. Já o NGS-2 é o nível mais alto disponível no país e, com ele, o software pode eliminar o uso do papel graças à assinatura digital.

A utilização de sistemas com certificação SBIS-CFM em clínicas é importante porque oferece segurança ao médico e paciente, garantindo que todos os dados estarão protegidos e permitindo a redução do armazenamento de documentos impressos – otimizando o espaço do consultório, por exemplo. Profissionais que utilizam o serviço sem certificação do principal órgão de medicina do país estão desprotegidos e sujeitos à boa vontade da empresa contratada caso precisem dos dados no fim do contrato. Além disso, também colocam em risco as informações de seus pacientes.

A questão da segurança e a autorização para eliminar totalmente o uso do papel no atendimento médico não são as únicas vantagens que um prontuário eletrônico certificado pode oferecer. O selo de certificação é a garantia de que a empresa vai entregar todos os dados ao consultório em caso de cancelamento de contrato. Depois, há a confiabilidade da estrutura, arquitetura e usabilidade do sistema, aprovadas por uma auditoria independente. Por fim, há a questão da conformidade legal com todos os procedimentos necessários na área de saúde e o reconhecimento do setor referente à seriedade com que aquele profissional lida com as informações clínicas.

Essa realidade é um caminho sem volta para os médicos brasileiros. Pesquisa da TIC Saúde 2017 mostra que praticamente três quartos dos profissionais (76%) utilizam sempre que possível o computador no atendimento ao paciente – enquanto que apenas 13% não usam este recurso. Entre os dados consultados eletronicamente estão os cadastrais (86%), exames laboratoriais (76%) e os históricos médicos das pessoas (75%). Com o avanço da conectividade, já há empresas que prestam este serviço também por meio de dispositivos móveis, como os smartphones.

A evolução tecnológica mudou a forma como as pessoas encaram o mundo e trouxe inúmeras vantagens à sociedade. Na área da saúde, por exemplo, as soluções desenvolvidas permitem que o médico possa se dedicar àquilo que ele estudou e se preparou, ou seja, atender com qualidade seus pacientes. Para que isso aconteça, contudo, ele precisa garantir que todos os recursos estejam em conformidade com todas as diretrizes e procedimentos dos órgãos superiores. Dessa forma, ele consegue se destacar por oferecer um atendimento cada vez melhor e mais eficiente a todos os cidadãos.

Tiago Delgado

About Tiago Delgado

Tiago Delgado é sócio-fundador da Medicina Direta, empresa especializada em gestão e serviços digitais para clínicas e consultórios. É formado em Comunicação Social pela ESPM e Mestre em Marketing pela Universidade de Birmingham, na Inglaterra. No Reino Unido, atuou como gerente de comunicação de contas como Mercedes-Benz e Audi.

Leave a Reply