This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Quer implantar um atendimento humanizado em seu consultório?

By 11 de fevereiro de 2019 Colunas

Um bom médico não é só aquele que consegue fazer cirurgias complicadas ou diagnosticar uma doença de forma rápida e precisa. Hoje, é imprescindível que o profissional também saiba se comunicar com seu paciente, consiga ouvir e oferecer conselhos de vida saudável e, principalmente, o deixe mais confortável para fazer exames de rotina e prevenção. Estes tópicos são apenas alguns exemplos do atendimento humanizado, um conceito que está em alta na medicina e que muitos consultórios ainda buscam implantar. Felizmente, a tecnologia oferece auxílio justamente neste ponto.

A proposta de uma maior humanização no relacionamento entre médicos e pacientes não é nova. O Ministério da Saúde, por exemplo, lançou em 2003 a Política Nacional de Humanização (PNH), com diretrizes para as práticas de atenção e gestão na saúde pública brasileira. Contudo, foi o avanço tecnológico dos últimos anos que permitiu um crescimento significativo desta ideia, oferecendo as condições necessárias para que os profissionais possam, realmente, se dedicar aos seus pacientes com a atenção que eles merecem e esperam – ao invés de serem engolidos em processos burocráticos e administrativos.

Com um software de gestão na nuvem, o médico agiliza os processos internos e ganha mais tempo para o paciente, ouvindo com mais afinco suas queixas e conseguindo estabelecer um relacionamento mais pessoal – essencial para chegar ao diagnóstico preciso. É o famoso “olho no olho” que aumenta a confiança de um indivíduo em uma consulta. Afinal, se ele procura um profissional de saúde é porque tem algum problema e quer que o especialista resolva o quanto antes. Além disso, com os registros disponíveis na nuvem, o próprio consultório fica mais humanizado ao se livrar dos arquivos e da papelada, auxiliando no conforto de quem estiver por lá.

Há também o aspecto prático: como todos os dados das pessoas estarão digitalizados, o profissional pode cruzá-los de forma rápida e eficiente, obtendo uma visão mais completa de cada um de seus pacientes. Com as informações certas, é possível deixar a consulta muito mais pessoal – não há nada que agrade mais do que ser chamado pelo nome ou ver que o profissional lembra de seu caso sem ter que consultar um histórico. A personalização do atendimento é a base da medicina humanizada – e só é possível com o apoio de recursos tecnológicos para realizar estas tarefas automáticas.

O último levantamento da Pesquisa TIC Saúde, realizada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil, já evidencia essa mudança de percepção. Médicos que possuem computador e acesso à web conseguem atender um maior número de pacientes por dia (54%), diminuiu a realização de exames duplicados ou desnecessários (80%), reduziu a lista de espera de pacientes (63%), identificaram maior eficiência no atendimento (85%) e viram melhora na qualidade do atendimento como um todo (82%).

Hoje, o médico é mais do que um prestador de serviço para as pessoas. Pela posição que ocupa e pelos anos de estudo e preparação para se formar e especializar, ele é visto como um conselheiro e alguém capaz de influenciar positivamente em nossa saúde. Por conta disso, ele deve ouvir, olhar e perceber as preocupações e aflições que marcam seus pacientes durante uma consulta. O tratamento eficaz começa quando percebemos que não somos apenas um “caso a mais” dentro dos consultórios.

Tiago Delgado

About Tiago Delgado

Tiago Delgado é sócio-fundador da Medicina Direta, empresa especializada em gestão e serviços digitais para clínicas e consultórios. É formado em Comunicação Social pela ESPM e Mestre em Marketing pela Universidade de Birmingham, na Inglaterra. No Reino Unido, atuou como gerente de comunicação de contas como Mercedes-Benz e Audi.

Leave a Reply