This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

As excelentes reflexões de um jovem acadêmico de Medicina da UNICAMP! Imperdível !

By 13 de dezembro de 2011 Colunas

Ao estudante universitário

Agora que você pôde adentrar no curso escolhido, terá uma outra rotina, diferente da preparação para o vestibular. Bom, parece um tanto óbvio, mas é importante frisar que a época do vestibular acabou. Parece-me que, especialmente nos cursos mais concorridos para ser aprovado (pelo nosso sistema avaliativo pífio, já adianto), as pessoas esquecem de que abriu de fato a porta para o mundo. Lembre-se, o nosso mundo não é feito de notas e desempenho acadêmico medido por provas. Aliás, treine habilidades relegadas pelo vestibular como a capacidade de entender os outros, tolerar opiniões diferentes e conviver numa sociedade. Não bitole. Faça amizades que durarão pelo resto da vida. Conheça novas pessoas, ajudarão a ampliar a sua visão do mundo. Participe de atividades, permitirão que você se conheça. Inteire-se com a universidade e conecte-se ao globo. V oe.

No entanto, não entenda que estou encorajando a esquecer dos estudos. A universidade é antes de tudo, centro de excelência de ciência, onde novos conhecimentos são gerados. Nunca despreze os estudos, mesmo quando as aulas sejam péssimas e as discussões, infrutíferas. Estes podem desestimulá-lo, mas lembre-se de que a formação holística compreende adquirir conhecimento. Muito conhecimento. Além disso, torne-se capaz de relacionar as informações, perceba a interconexão, perceba a interdisciplinaridade, perceba a amplitude (perceba também o arcaísmo que a educação se encontra na medida que há pouca comunicação entre diferentes faculdades e alunos, criando ilhas de conhecimento em uma determinada área). Deslumbre-se com o mundo da ciência, surpreenda-se. Você terá oportunidade de até produzir conhecimento. Não se acomode, engolfe o possível. O que eu saliento é que: o vestibular acabou, e a universidade é a porta que se abre para o mundo à sua frente. Colocando sua felicidade como norte, agarre esta oportunidade, explore o mapa que está à sua frente.

Não fique preso em dogmas, no que os outros acreditam, não viva a vida dos outros e na hora de escolher ou fazer, lembre-se de que todos morrem. Este é uma compilação de um dos meus discursos favoritos, enunciado pelo Steve Jobs na universidade Stanford. Os motivos pelos quais eu cito estas palavras são:

  1. 1)  Caso você ainda esteja em duvida de profissão e esteja na universidade, você está onde deveria estar, pois permitirá que conheça outras matérias, atividades, professores e até realidade profissional dos outros trabalhos. Permitirá que você corra atrás de descobertas e realidades da carreira, e esta busca é extremamente negligenciado no nosso sistema educacional. Você não tem culpa da sua indecisão. Além de ser jovem, tem uma ideia vaga da realidade profissional e do mundo e o nosso sistema de avaliação empurrou-nos a estudar somente para uma prova chamado vestibular, sem um contato com a realidade desde mais cedo. O fato é que na universidade você poderá ter essa chance.
  2. 2)  Você ouvirá muitos conselhos e fofocas . Não pense que estou pedindo para ser egocêntrico, não dar ouvido aos outros. Opiniões e conselhos deliberados, são bem vindas, intrínsecos à vida universitária e importante para a formação holística. O que eu saliento é que, na universidade existirão pessoas que, por bem ou por mal, ditarão a gostar ou não de um professor, a ir ou não a um evento, andar com um grupo ou a evita-la, a acreditar ou não em algo, etc. Tente não usá- las para moldar suas próprias opiniões acerca de algo. Use-as como referencia e faça o que você se sentir mais confortável. Você precisa se sentir bem com suas decisões e atitudes. Não faça para se adequar. 2 situações-exemplo são:1) existem pessoas “nerds” postando no facebook como estão torcendo para o time da

faculdade durante competição universitária e 2) existem pessoas que falam: “putz, não estudei nada para prova, só varzeei e fui em festas” e tem nota boa. Não digo que nem um dos 2 está mentindo, mas, pela minha experiencia, parece- me muito mais uma tentativa de parecer igual, adaptado, encaixado do que um sincero palavreado. Não deixe que os outros te engulam. Você tem o controle da sua vida. Você é o responsável pela sua vida. Use a felicidade para se guiar e perceba: pode ser que você se sinta bem do modo como acontece, mas se for fingir ser um adaptado, aceitável, lembre-se de que você pode bem ser você mesmo, tenha consciência disso.

Finalizo dizendo: siga seu sonho, siga seu coração, seja você mesmo e escreva a sua história, até escreva a história. Explore esta época da sua vida. VOE, alto, longe, sempre com companhias para poder aproveitar enquanto o voo está no piloto automático. Desbrave o mapa que tem nas suas mãos como ninguém o fez. Seja feliz.

Autor: Tymo UN, acadêmico do 2 ano de Medicina da UNICAMP (Todos os direitos reservados)

Foto: João, Fernando Cembranelli, Cássio Spina (Anjos do Brasil), Tymo UN – Evento de Lançamento do Livro da Anjos do Brasil 08/12/11

Tymo Nakao

About Tymo Nakao

Estou interessado na mente humana e comportamentos, processos de decisão, criatividade, design, projetos interdisciplinares e conhecer pessoas. Cubro educação, empreendedorismo, inovação, criatividade, investimentos e "food for thoughts" --- I am interested in the human mind and behavior, decision making process, criativity, design, interdisciplinary projects and meeting people. I cover education, entrepreneurship, innovation, crativity, investments and provide food for thoughts.

Leave a Reply