INSCREVA-SE para o HIS19 e atualize-se com mais de 70 horas de conteúdo! Inscreva-se

A relevância do BI para a gestão do serviço de radiologia

By 8 de dezembro de 2015 Medicina Diagnóstica

O avanço da tecnologia na saúde, principalmente no campo da imagem, têm proporcionado uma verdadeira revolução nas técnicas diagnósticas e de intervenção.  Sendo o setor de medicina diagnóstica o mais maduro no uso de tecnologia, é preciso que gestores da área aprimorem suas técnicas para conseguir redução de custos e, sobretudo, eficiência. A frase atribuída a Peter Druker “Se você não pode medir, não pode gerenciar” explica bem a necessidade.

Para ter uma boa gestão na área diagnóstica o método mais recomendado é uso de metas para se definir e medir quantitativamente o progresso de cada departamento. Os KPIs (Key Performance Indicators) são indicadores divididos em clínicos, operacionais e financeiros que precisam estar alinhados com a missão do serviço. Eles podem ser adaptados a outras necessidades, como medir a satisfação dos clientes, por exemplo.

A formatação dos KPIs deve ser feita entre gestores e representantes de todos os stakeholders da organização. Somente assim será possível desenhar os indicadores ideais que melhor representem as estratégias da instituição. Ciente do progresso de cada departamento, o gestor pode atuar alinhado com a visão e missão da organização. A adaptação constante desses indicadores, bem como a inclusão de novos, a fim de readequá-los às novas metas e tendências do time, aprimorará o processo de tomada de decisão.

No que tange à tecnologia, o setor de radiologia trabalha com diversos sistemas diferentes (RIS, PACS, faturamento, estoque, agendamento, RH, sistema de gestão hospitalar, entre outros). Muitas vezes eles não conversam entre si, o que prejudica o fluxo de trabalho da organização como um todo. Além da consolidação manual destes dados em planilhas ser fonte frequente de erros, demanda mais tempo dos funcionários. Um sistema de BI (Business Intelligence) pode fazer com que esse tempo seja utilizado para a análise ou ações de mitigação de erros, por exemplo.

Com a visualização dos dados em tempo real da operação completa, um BI fornece aos gestores uma rápida e real ideia do que está acontecendo nos diversos setores do departamento. Ao captar as informações de diferentes fontes, ele agrupa, filtra e as apresenta de forma analítica, mais lógica e visualmente mais fácil de interpretar, de modo que o usuário não necessite gastar tempo tratando o dado, mas sim prospectando ações de melhoria.

O uso de KPIs é uma maneira de garantir que o programa de BI do departamento de radiologia de fato entregue valor a toda organização. As imagens radiológicas proporcionam informações importantes para a decisão dos futuros passos de um diagnóstico, um tratamento ou acompanhamento de um procedimento. Por isso, o uso de BI é extremamente relevante para a gestão da medicina diagnóstica.

MV

About MV

A MV é líder de mercado em sistemas de gestão de saúde e sempre mostrou determinação para a excelência, inovação e geração de resultados. Crescendo lado a lado com os clientes, expandiu sua atuação de forma constante e sustentável, estabelecendo parcerias e investindo no talento das pessoas.

Leave a Reply