This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

⚠️ Hospital Albert Einstein, Rede D'Or, Amil, DASA, Fleury... todos no HIS. E você? Clique aqui

Qual é a importância do PEP para um controle eficiente das informações médicas

By 17 de setembro de 2015 Hospitais

Já é consenso no mercado que o PEP (Prontuário Eletrônico do Paciente) proporciona várias melhorias para a rotina de uma instituição médica, seja do ponto de vista de gestão ou mesmo do exercício da atividade médica. Com ele é possível conhecer custos, lucros e prejuízos além de oferecer um melhor acompanhamento dos recursos materiais e humanos, informações que permitem realizar previsões de investimentos a médio e longo prazo.

Ao permitir um melhor compartilhamento de informação do paciente entre médicos e hospitais – a fim de beneficiar não só o paciente, mas também a profissão – um PEP se mostra como uma espécie de caminho para a medicina se tornar mais eficiente. Por isso, é grande a preocupação com a boa qualidade do prontuário médico.

Segundo o Conselho Federal de Medicina, o prontuário médico é um dos documentos mais importantes da área médica. É através dele que são fornecidas informações pessoais do histórico de pacientes e condutas médicas dos respectivos atendimentos e prestação de serviço profissional. Ele também tem um caráter fiscalizatório ao servir para mapear condutas indevidas. Mas a informação é sempre – e determinada por lei – do paciente. No entanto, a responsabilidade pelo armazenamento é da instituição de saúde e dos médicos quanto aos registros das informações nele contidas.

Por ser um acervo documental de extrema importância e que traduz o relacionamento entre o paciente e a equipe de saúde, o CFM, após receber várias consultas relativas à substituição do prontuário em papel para sistemas eletrônicos, elaborou uma série de resoluções com a finalidade de impor regras. O objetivo é garantir aos médicos não somente uma mudança de postura em relação ao prontuário médico, mas que o processo seja eficaz e legal. Entre as regras, para ser 100% eletrônico, a legislação brasileira estabelece como obrigatório o uso da certificação digital.

Além de aumentar o acesso e centralizar as informações, um PEP traz também um ganho na qualidade da relação médico-paciente, que passa a ter mais foco na humanização do atendimento, aumento da atenção prestada e incremento na segurança das informações colhidas. E todas as vantagens oferecidas pelo PEP só podem ser efetivamente observadas se um sistema de TI suportar toda essa operação.

MV

About MV

A MV é líder de mercado em sistemas de gestão de saúde e sempre mostrou determinação para a excelência, inovação e geração de resultados. Crescendo lado a lado com os clientes, expandiu sua atuação de forma constante e sustentável, estabelecendo parcerias e investindo no talento das pessoas.

Leave a Reply