Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Você conhece as novas regras da publicidade médica?

Publicidade

Esse é o maior questionamento depois da nova resolução do Conselho Federal de Medicina sobre a publicidade médica. Muitos assim como você ainda têm dúvida sobre o que é, ou não, permitido.

Mesclando com o antigo conjunto de normas (1.974/2011), a nova resolução entendeu que alguns comportamentos de médicos nas redes sociais e em outros meios não eram considerados válidos eticamente, rompendo com um dos principais preceitos médicos que é o cumprimento da função com máximo de bem-estar e qualidade.

O texto anterior proibia genericamente o profissional de divulgar técnicas não aceitas pela comunidade científica. A recente resolução, 2.126/2015, com o novo ajuste de regras, é menos genérica especificando que não é permitido fazer a divulgação de técnicas não reconhecidas como válidas pelo CFM.

Algumas das questões, que fazem parte das novas normas, geraram dúvidas entre os profissionais e viraram tema nos veículos de comunicação e nas redes socais. As selfies, proibidas pelo CFM, foram comentadas por leigos que aprovaram a medida, uma vez que é bastante comum ver fotos de médicos com pacientes expostos, principalmente em sala cirúrgica, circulando pela internet.

Quer conhecer as 3 regras de ouro da ética nos meios digitais?

Segundo o CFM, essa nova resolução garantirá maior confiança para as relações sigilosas entre médicos e pacientes. Aquele que desrespeitar as regras, dependendo da gravidade da infração, pode sofrer advertência ou até cassação do seu registro profissional.

Isso tudo não significa que é o fim para o marketing digital. Não é preciso violar nenhuma regra do CFM para produzir uma estratégia adequada de marketing digital. Basta que o norte seja a educação sobre os tratamentos e cirurgias, e a prevenção de doenças e patologias, sem sensacionalismo e autopromoção.

Quer saber se você está dentro das regras do CFM? Faça um diagnóstico digital.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta