Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Os cuidados com o câncer também passam pela logística hospitalar

Publicidade

Com base no documento do World Cancer Report 2014, da International Agency of Research on Cancer (Iarc), da Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que nos países em desenvolvimento, como o Brasil, as próximas décadas revelem um impacto gigantesco do câncer sobre a população, correspondendo a 80% dos mais de 20 milhões de novos casos estimados para 2015*.

Entramos no mês do Novembro Azul, dedicado à conscientização a respeito do câncer de próstata, que atinge homens predominantemente na terceira idade, e que ainda enfrenta diversos tabus culturais que retardam a procura por consultas médicas e exames preventivos.

Com toda grande campanha de alerta sobre a necessidade de cuidados especiais com a saúde, aproveito para abordar um bastidor muito importante neste processo e que compete a minha área, que é a logística dos medicamentos oncológicos.

Extremamente sensíveis e “tóxicos” eles requerem atenção especial, desde o momento da aquisição pelas instituições até a aplicação ao paciente (transporte, armazenamento, manipulação, dispensação e administração).

Além de locais dedicados, com acesso restrito quando armazenados, os agentes antineoplásicos devem considerar o uso de capelas de fluxo laminar, com total proteção e higienização em área especial e isolada, manuseado por profissionais habilitados.

A rastreabilidade desses medicamentos é outro ponto de extrema importância, já que consegue identificar o produto, lote, validade e cruzar com a administração ao paciente, gerando mais segurança e reduzindo os erros de administração, além de facilitar o processo de possível recall. Esse levantamento minucioso é o que permite a adoção de medidas corretivas em caráter de urgência.

Essas informações são importantes para entendermos que a soma de todos os processos realizados de forma correta, dos cuidados com os medicamentos aos cuidados com o paciente, são fundamentais para o sucesso da proposta das campanhas e seus atendimentos, em todos os níveis.

Domingos Fonseca, presidente da UniHealth Logística Hospitalar

 

*fonte INCA – Instituto Nacional de Câncer

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta