Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

O que os pacientes conectados preferem? [Infográfico]

Créditos: shutterstock
Publicidade

“Quem não se comunica se estrumbica!”
Quem não se lembra do bordão imortalizado pelo apresentador Chacrinha nos seus saudosos programas de auditório, que animavam nossas tardes de sábado na frente da televisão?

Pois é, nessa época de revolução digital, parece que nem os velhos ditados estão a salvo das mudanças.
Hoje – e cada vez mais – a diferença entre um estrumbicado e um não estrumbicado será o “como” eles se comunicam e não o fato deles se comunicarem ou não.

Foi a essa conclusão que chegou a Salesforce após ouvir 1.700 adultos americanos que possuem planos de saúde.
Isso porque, enquanto os canais de comunicação tradicionais continuam a ser populares entre os pacientes mais velhos, a próxima geração de pacientes mais jovens está bastante interessada em utilizar mais ferramentas de saúde digital para melhorar sua experiência de paciente.

Como já contei no artigo da semana passada, esse sentimento também já é uma realidade no Brasil.
A pesquisa revelou que os americanos, em média, visitam seu médico três vezes por ano, tem 2,5 médicos que supervisionam algum aspecto da sua saúde e estão confiantes que seus médicos compartilham seus registros de saúde com o restante da cadeia assistencial.

Entretanto, quando o universo da pesquisa foi restrito à faixa dos Milleniuns (que atualmente tem entre 18 e 34 anos de idade) os pontos de vista mudam. Eles mostram pistas que ajudam a moldar o futuro e o engajamento dos pacientes no novo ecossistema da saúde digital.
A empresas que quiserem continuar crescendo – e até mesmo sobreviver no mercado – pelos próximos 10 anos, devem estar atentas à essas mudanças.

Connected-Care-infographic

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta