Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

O que está em jogo na Consulta Pública 43 da ANS

Publicidade

A consulta pública nº 43 da ANS, que aparenta ser apenas mais um desastroso projeto de burocratização do padrão TISS, na verdade será o ponto de discórdia final entre operadoras e prestadores, com prejuízos imensuráveis aos que sempre são esquecidos: o paciente.

Falando do que está escrito no projeto:

  • O grande número de formulários descrito (são 101 páginas descrevendo só eles !!!!!) vai melhorar em alguma coisa o tratamento dos pacientes ?
  • Existe algum interessado que consiga em 7 dias se inscrever para em 30 dias analisar centenas de páginas e milhares de itens ?
  • As novas padronizações de taxas e insumos vão reduzir custos hospitalares ?
  • A implantação da nova TISS vai reduzir custos para operadoras e hospitais ?

Se você respondeu sim a qualquer uma das perguntas acima, por favor não leia o que vem a seguir: não vamos conseguir discutir o assunto.

Isso só falando do que está escrito e não do que está em jogo, que são coisas completamente diferentes.

Esta RN vai tentar padronizar o ?impadronizável? … fomentar mais uma tentativa de tabelamento de preços.

Acho que não preciso dizer que pessoalmente não concordo com qualquer tipo de tabelamento de preços, mas não custa lembrar – tudo que está tabelado hoje em dia só serve para nivelar a qualidade por baixo:

  • Quem compra insumos de forma incorreta pode vender pelo mesmo preço de quem gerencia compras;
  • Tanto faz executar um procedimento com eficiência ou ter que refazer, que o preço é o mesmo;
  • Utiliza-se uma tabela mas os indexadores são diferentes para cada contrato, o que na prática é como se a tabela não existisse;
  • E assim por diante ….

Agora a proposta é padronizar códigos de diárias, taxas e insumos !!!!!

Por exemplo, se você tiver um quarto de um leito vamos enquadrar no código padronizado de apartamento.

Isso vai abrir o precedente para as operadoras fixarem um preço (segundo o novo padrão TISS-TUSS) para diárias de apartamentos hospitalares ? se você duvida que é isso que vai acontecer a partir de 30/06/2012, por favor não leia o que vem a seguir:

  • É como se a gente abrisse os classificados de imóveis para comprar um apartamento e visse uma lista de ?1 dormitório? tudo com o mesmo preço, independente da localização, acabamento, etc.
  • É como se a gente abrisse os classificados de automóveis para comprar um carro 1.0 e visse uma lista com todos os preços iguais, não importando o ano de fabricação, marca, modelo, etc.

Esta consulta da ?tal TISS-TUSS 2.0? vai levar operadoras e prestadores ao confronto final.

Me preocupo como profissional de saúde e como usuário de plano de saúde.

Tenho um plano de saúde e está cada dia mais difícil de usar:

  • Dificuldade para obter autorização;
  • Dificuldade para não ter que pagar o que o hospital me comprova que não está coberto pela operadora;
  • Dificuldade para ser atendido por não ter o plano ?top?.

Estas resoluções só têm aumentado o conflito entre operadoras, prestadores e pacientes.

Não seria melhor gastar nosso tempo em resoluções que tivessem como objetivo a melhoria da assistência ao paciente da saúde suplementar ao invés de definir controles que não tem nada a ver com isso ?

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta