Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

O que aprendi com a IDEO: A criadora do Design Thinking

Publicidade

De 8 a 15 de Outubro tive o prazer de estar no Vale do Silício, realizando nossa segunda missão de saúde, o Healthcare Trek, e uma das visitas que mais me impressionou foi conhecer a IDEO, a empresa originada pelo professor de Stanford, Tom Kelley, e que foi precursora do Design Thinking, técnica de gerar novas idéias e soluções, que ganhou renome mundial e atualmente é utilizada por inúmeras organizações mundo afora.

Repensar a forma como olhamos para nossos problemas e pensamos em suas soluções não é tarefa trivial. A empresa, que na realidade é uma consultoria, tem escritórios em Cambridge (Massachussets), Chicago, Munique, Palo Alto, San Francisco, Xangai e Tóquio, mas infelizmente ainda não tem escritórios na América do Sul. A empresa que iniciou fazendo design de produtos, usa esta metodologia para desenar serviços, ambientes e experiências digitais.

A empresa possui colaboradores com as mais diversas formações, desde médicos, designers, engenheiros elétricos, economistas e engenheiros de software. A empresa que em sua origem desenhava apenas produtos físicos está cada vez mais envolvida com produtos virtuis e um aplicativo para crianças recém-lançado envolvendo o Elmo, da Vila Sésamo, já teve mais de 6 milhões de dowloads e funciona como se fosse uma ligação do Elmo para a criança via Face Time, em que a criança se vê na ligação.

A área mais interessante da empresa é a área que fazem produtos para crianças. Nesta área, eles criam novos produtos e oferecem para parceiross de grande porte comercializar como a Mattel, fabricante da Barbie. Foi desta sessão que saiu o aplicativo do Elmo. De acordo com os funcionários, esta é a área que seus filhos mais gostam, pois são os pilotos destes produtos.

Fiquei surpreso ao descobrir que saúde representa cerca de 25% dos clientes da IDEO em Palo Alto e que nos demais escritórios, este percentual tende a ser superior a 20%, o que é um percentual absolutamente impressionante para um setor que ainda está aprendendo o valor de um excelente design, seja para uma pinça cirúrgicaou para desenhar uma conversa sobre cuidados paliativos entre profissionais de saúde e familiares.

Na Berrini Ventures, olhamos para um grande número de soluções de saúde e é impressionante, como a maioria delas, não apenas não possuem um design atraente, como a grande maioria não possue uma experiência de uso, que facilite o engajamento e fidelize o paciente nesta solução, no longo prazo.

Pessoalmente, apesar de ser um grande entusiasta da saúde digital, não tem nenhum aplicativo de saúde que utilizo regularmente, situação que certamente irá se modificar nos próximos anos, mas que certamente representa uma grande oportunidade.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta