Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

O hospitalista e o médico

Publicidade

Aguardando para palestrar amanhã em evento de Gestão do Corpo Clínico, entre uma maioria de convidados representantes do nível estratégico ou do alto nível tático de organizações, fui ouvinte atento de boa parte da programação de hoje.

Registrei duas coisas interessantes:

1. A maioria queixa-se dos médicos, cobrando por parceria. Via de regra em um bom tom, e através de justificativas reais. Mas o fato é que reclamam. E é assim desde que frequento eventos do gênero, há cerca de uma década.

2. Muitos disseram ter hospitalistas em suas instituições.

Fiquei feliz em ver o termo em evidência, mas foi inevitável a pergunta que fiz a mim mesmo:

“Ofereço o hospitalista como solução parcial justamente para a questão de melhor alinhamento entre hospital e corpo clínico, para pararem de reclamar dos médicos. Será que somos pouco efetivos? Há hospitalistas. E segue o mesmo mimimi!”

Eis que alguém definiu o seu. Certamente sem querer depreciar, porque provavelmente não enxerga as questões que valorizo, ilustrou assim a atuação do profissional: “Surge uma questão, aí o hospitalista liga para o médico e diz: – Dr, tem uma [questão eminentemente protocolar]. Vou encaminhar, ok Dr?”

Mantenho convicção: Não será assim que os hospitais terão os líderes médicos engajados que tanto pedem.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta