Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Pagamento por Performance: o desafio de avaliar o desempenho

Créditos: shuterstock
Publicidade

A demora para a publicação de um novo artigo nesta coluna deu-se em função de que o pouco tempo que tenho livre estava sendo dedicado à conclusão do livro: Pagamento por Performance, o desafio de avaliar o desempenho em saúde.

Este livro, que está sendo trabalhado pela Editora DOC, será lançado no 3º Simpósio Internacional sobre Pagamento por Performance, que comporá a programação de conferências do Hospital Innovation Show (HIS), em setembro próximo. Tenho a grata satisfação de compartilhar a organização científica deste evento com o André Médici, do Banco Mundial, e o Leandro Tavares, da ANS. Será um evento fantástico, com vários palestrantes internacionais já confirmados.

O livro contempla boa parte dos textos que escrevi aqui, mas terá uma proposta de construção do pensamento para quem quiser entender a lógica utilizada no modelo que utilizo, na prática, para avaliação do desempenho em saúde e pagamento por performance. No entanto, por se tratar de um tema em constante evolução, vários links serão disponibilizados para acessos externos para leituras complementares e atualizações.

No primeiro capítulo está uma breve discussão sobre qualidade em saúde e alguns exemplos de programas de avaliação de qualidade existentes no mundo.

O segundo capítulo trarei à tona a discussão sobre modelos de remuneração, principalmente os pontos críticos e algumas evidências sobre estes modelos.

Na sequência, o terceiro capítulo, discutirá o Pagamento por Performance. Conceitos e modelos existentes serão apresentados como alternativa aos modelos simples de remuneração.

No quarto capítulo, apresentarei o modelo GPS.2iM©, do qual sou autor. Pela primeira vez, este modelo será detalhado para um escrutínio público. Atualmente somente os projetos que utilizam este modelo têm acesso aos detalhes de sua construção. Acredito que isso será um grande marco para difusão pública deste conceito e compartilhamento do aprendizado.

O último capítulo trará a aplicação prática deste modelo em diversos ambientes. Desde a avaliação de médicos cooperados, passando pela avaliação do corpo clínico numa instituição hospitalar, até avaliando equipes de saúde da família no SUS.

Além disso, trarei mais duas propostas audaciosas para utilizar o modelo GPS.2iM©. Um modelo focado no paciente, onde ele terá seu desempenho avaliado a partir de uma organização (planos de saúde, empresa ou município). O outro, mais audacioso ainda, possibilitando avaliar a utilização de uma nova tecnologia em um grupo populacional definido. Este modelo discutirá a possibilidade de utilização de dados de vida real para o estabelecimento de contratos de compartilhamento de risco entre a indústria e uma fonte pagadora, seja pública ou privada.

Enfim, será uma enorme satisfação dividir o que tenho aprendido com os mais de 40 programas de avaliação de desempenho implantados em nosso País, além de compartilhar com vocês as evidências que motivaram a construção deste modelo. O conhecimento é uma das poucas coisas que, quanto mais você divide, mais ele multiplica.

Espero que seja útil.

*Baixe o eBook Pagamento por Performance 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta