Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

O cenário do zika vírus no Brasil

Publicidade

Pensei nessa matéria motivado por neologismos populares [1] da nossa história e o primeiro deles que veio a minha mente foi o do sindicalista Antônio Rogério Magri que chegou a ser Ministro do Trabalho do Governo Collor e criou a famosa frase: “O salário do trabalhador é imexível” [2]. Esse sindicalista-ministro sucumbiu em 1992 a um escândalo de corrupção e escafedeu-se da vida pública. A nossa história mais recente nos mostra bons exemplos de sindicalistas com baixa instrução educacional e bastante pródigos com o “assassinato” do vernáculo, não é mesmo?!

Agora ligado a Saúde temos um novo neologismo popular bem recente que vem de um outro Ministro de Estado que é o atual Ministro da Saúde Marcelo Castro que disse para a gestantes brasileiras: “Sexo é para amadores, gravidez é para profissionais”!!! [3] Esta pérola fui “cunhada” pelo titular da saúde brasileira em 18/11/2015 quando questionado sobre a epidemia de microcefalia provocada pela propagação do Zika Vírus através do mosquito Aedes Aegypti. A colocação é no mínimo “inapropriada” para um assunto tão sério quanto ao que está afligindo a saúde da população brasileira.

Neologismos a parte, a situação do Zika Vírus no Brasil é muito séria pois o Brasil foi pego de surpresa e NÃO TEM uma infraestrutura laboratorial adequada para realizar os exames necessários com rapidez e volume que a crise exige. Os especialistas já estão avisando: “Sem teste rápido para zika, é difícil combater surto”, dizem médicos. “Eu diria que é a urgência número zero que temos agora”, disse o presidente da SBDA (Sociedade Brasileira de Dengue e Arbovirose), Artur Timerman [4]. Ele cita que o Brasil precisa de um teste menos limitado que o atual PCR – que é um teste molecular disponível apenas por dois laboratórios públicos. O exame detecta o zika vírus apenas nos primeiros cinco dias dos sintomas [5]. Mas o teste é feito em pequena escala. Para o Norte e Nordeste, por exemplo, o teste é feito no Instituto Evandro Chagas, em Belém, e cada Estado das duas regiões têm direito a apenas uma cota de dez exames por mês. Além disso, os resultados dos exames levam até três meses para serem entregues. Estamos em “maus lençóis”! O Governo Federal está trabalhando para melhorar a infraestrutura de exames laboratoriais do Zika Vírus no Brasil [6].

Com a limitação da infraestrutura adequada para os exames do Zika Vírus, os Governos Federal, Estaduais e Municipais estão de mãos atadas. E para piorar a situação da epidemia, alguns estados estão falidos (17 deles nem mesmo tiveram com pagar o 13º salário dos servidores) como é o caso do Rio de Janeiro cuja situação da saúde está cambaleante [7].

De acordo com os Boletins de Epidemiologia do Ministério da Saúde, os casos de microcefalia não param de crescer. Em 08/12/2015 foram registrados 1.761 casos suspeitos de microcefalia, em 422 municípios de 14 unidades da Federação.  Em 15/12/2015 foram registrados 2.401 casos da doença e 29 óbitos em 549 municípios de 20 Unidades da Federação. Um aumento de 36,3% em uma semana! Em 22/12/2015 esse número passou para 2.782 casos suspeitos da doença com a região Nordeste ainda concentrando o maior número de casos. Aqui o aumento foi de 15,9% em uma semana [10].

O fenômeno do Zika Vírus está transformando o país e, as autoridades não têm muita coisa a dizer para a população brasileira – pois os efeitos do Zika Vírus não são ainda conhecidos – como também pegou a saúde pública em uma situação de penúria pois as finanças federais e estaduais não estão bem. Vários estados e cidades brasileiras estão decretando estado de emergência [11]. A cidade mais recente a levantar o “cartão vermelho” do Zika Vírus foi a importante cidade de Belo Horizonte [12] que mesmo sem estar no “eixo nordestino” da confusão sinalizou seu pedido de emergência em decorrência da “gravidade da situação entomológica (método que quantifica a infestação do mosquito no município)” em Belo Horizonte, além da “gravidade da situação epidemiológica (medida que atesta que a incidência das doenças transmitidas pelo mosquito superou o esperado) do país”. Vale lembrar que Belo Horizonte é a sexta maior cidade brasileira com 2,38 milhões de habitantes!

A despeito de muita gente não estar valorizando ainda o estrago que o Zika Vírus pode causar no Brasil, um grupo de cientistas paulistas cancelaram as suas férias de fim de ano para enfrentar o “noviço” vírus. Os cientistas da rede de pesquisa montada em São Paulo para pesquisa do vírus vão passar o recesso de Natal e Ano Novo trabalhando para estudar a doença. Pelo menos 160 pesquisadores, distribuídos por 31 laboratórios pelo estado, estão com projetos em andamento [14].

Em termos de saúde suplementar ainda não notamos nenhum movimento no mercado das operadoras de saúde em relação a criar programas especiais de acompanhamento das gestantes em função do “fenômeno Zika”. Vai chegar a hora que as operadoras de saúde vão ter que se movimentar … anote no seu caderninho!

Para piorar, o Zika Vírus já ultrapassou as nossas fronteiras e já está presente em vários países da América do Sul e, já bate na porta dos EUA via México [15], [16] e [17]. Segundo a OMS, o Zika Vírus já está presente em 12 países da América [18]. O famoso CDC (“Centers for Disease Control and Prevention”) já sinaliza em uma das suas páginas os cuidados para os viajantes que vão para a América do Sul [19].

Está posto então… além dos trabalhos dos biólogos e pesquisadores brasileiros na luta contra o Zika Vírus, o Brasil precisa muito – mas muito mais – para enfrentar o Zika Vírus e futuras epidemias. Em termos de tecnologia de big data, o Brasil não tem nada para rastreamento de epidemias! [20]. O CDC americano usou big data para monitorar a terrível epidemia de Ebola em 2014. Em termos de genômica, o nosso país ainda precisa evoluir muito! Além da própria genômica ainda precisamos de um processo difundido de sequenciamento de DNA e tecnologias mais avançadas no rastreamento de epidemias. O dispositivo portátil da britânica Nanopore para sequenciamento de DNA pode ser uma das tecnologias a ser considerada por aqui [21] entre outras, para atender a dispersão geográfica no nosso país quando sofrem grandes ataques epidêmicos.

Enquanto não evoluímos no rastreamento de epidemias como a do Zika Vírus, nos resta ficar apostando em neologismos populares como os citados acima.  Considerando a criatividade popular brasileira, as mulheres poderiam afrontar o Ministro Marcelo Castro e dizer-lhe: “A nossa gravidez é imexível”!

E enquanto esperamos que as coisas melhorem, o “Verão Zica” bate à nossa porta!

Referências:

[1] Exemplos de Neologismos
https://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20070618145937AAvPNH3

[2] Antônio José Magri, Wikipedia
https://pt.wikipedia.org/wiki/Ant%C3%B4nio_Rog%C3%A9rio_Magri

[3] Referências do Google sobre “Gravidez é para profissionais sexo para amadores Ministro da Saúde”
https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-instant&ion=1&espv=2&ie=UTF-8#q=Gravidez+%C3%A9+para+profissionais+sexo+para+amadores+Ministro+da+Sa%C3%BAde

[4] Sem teste rápido para zika, é difícil combater surto, dizem médicos, UOL Notícias, 22.dez.2015
http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2015/12/21/ter-teste-rapido-para-zika-e-urgencia-zero-defendem-sociedades-medicas.htm

[5] Teste de zika tem eficácia só até 5º dia de sintomas, UOL Notícias, 07.dez.2015
http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/estado/2015/12/07/teste-de-zika-tem-eficacia-so-ate-5-dia-de-sintomas.htm

[6] Ministério da Saúde capacita mais 11 laboratórios para diagnosticar zika, Globo, 18.dez.2015
http://oglobo.globo.com/sociedade/2015/12/18/582327-ministerio-da-saude-capacita-mais-11-laboratorios-para-diagnosticar-zika

[7] Pezão decreta situação de emergência na saúde do RJ, Globo, 23.dez.2015
http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2015/12/pezao-diz-que-vai-decretar-situacao-de-emergencia-na-saude-do-rj.html

[8] Boletim Epidemiológico: Ministério da Saúde divulga novos casos de microcefalia, Portal da Saúde SUS, 08.dez.2015
http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/cidadao/principal/agencia-saude/21164-ministerio-da-saude-divulga-novos-casos-de-microcefalia

[9] Boletim Epidemiológico: Ministério da Saúde atualiza números de microcefalia relacionados ao Zika, Portal da Saúde SUS, 15.dez.2015
http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/cidadao/principal/agencia-saude/21254-ministerio-da-saude-atualiza-numeros-de-microcefalia-relacionados-ao-zika

[10] Combate ao Aedes: Ministério da Saúde alerta viajantes para eliminação dos criadouros, Portal da Saúde SUS, 22.dez.2014
http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/cidadao/principal/agencia-saude/21365-ministerio-da-saude-alerta-viajantes-para-eliminacao-dos-criadouros

[11] Seis Estados decretaram estado de emergência por zika, UOL, 11.dez.2015
http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2015/12/11/seis-estados-decretaram-estado-de-emergencia-por-zika-veja-o-que-muda.htm

[12] Belo Horizonte decreta situação de emergência por causa do zika, UOL, 23.dez.2015
http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2015/12/23/belo-horizonte-decreta-situacao-de-emergencia-por-causa-do-zika.htm

[13] Maiores Cidades do Brasil
http://www.suapesquisa.com/geografia/maiores_cidades_do_brasil.htm

[14] Cientistas cancelam folgas de fim de ano para estudar o vírus zika em SP, Globo, 25.dez.2015
http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2015/12/cientistas-cancelam-folgas-de-fim-de-ano-para-estudar-o-virus-zika-em-sp.html

[15] The Zika virus is spreading across Latin America. Here’s what we know, Vox Science & Health, 04.dec.2015
http://www.vox.com/2015/12/4/9850026/what-is-zika-virus

[16] Zika Virus is causing birth deffects and could spread to America soon, Inquisitr, 17.dec.2015
http://www.inquisitr.com/2640372/zika-virus-is-causing-birth-defects-and-could-spread-to-america-soon/

[17] Referências do Google sobre “zika virus america microcephaly”
https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-instant&ion=1&espv=2&ie=UTF-8#q=zika+virus+america+microcephaly+

[18] Zika Virus Infection, PAHO (Pan American Health Organization) of OMS
http://www.paho.org/hq/index.php?option=com_topics&view=article&id=427&Itemid=41484&lang=en

[19] Zika Virus in South America, CDC
http://wwwnc.cdc.gov/travel/notices/watch/zika-virus-south-america

[20] Microcefalia: oportunidade de usar big data para rastrear epidemias no Brasil, Convergência Digital, 01.dez.2015
http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=41265&sid=15

[21] Nanopore sequencing could aid outbreak efforts in remote areas, BioPrepWatch, 23.dec.2015
http://bioprepwatch.com/stories/510654324-nanopore-sequencing-could-aid-outbreak-efforts-in-remote-areas

 

*Eduardo Prado é consultor de mercado em novos negócios, inovação e tendências em Mobilidade e “Big Data” em Saúde.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta