Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

WEM recebe certificação CE

Publicidade

Exportar é o grande sonho de toda a indústria nacional e os fabricantes de produtos médicos hospitalares estão cada vez mais próximos de vender em escala significativa para o exterior. É preciso ter qualidade, bom preço e, mais do que isso, padrão. Investir na certificação foi a estratégia da WEM, fabricante de bisturis eletrônicos, que anunciou ontem na Hospitalar 2003 a obtenção do selo de certificação CE, que permite exportar para os países da comunidade européia. Os principais requisitos para obter a certificação passam pela segurança do produto. A WEM desenhou toda uma família de bisturis eletrônicos em acordo com as exigências dos compradores da Europa.
Todos os produtos quando aceitos são certificados pelo período de cinco anos, mas anualmente é feita uma revisão e se o item sofrer qualquer mudança, como atualização, é preciso iniciar um novo processo. No Brasil ele é feito pela empresa DNV, que verifica se o produto está em acordo ou não os requisitos estabelecidos. “As empresas nos contratam para fazer a verificação, não damos uma consultoria, só apontamos os erros e os requisitos necessários para que o equipamento tenha qualidade para receber a certificação”, explica Carlos Henrique Paiva, certificador da DNV.
Para o diretor comercial da WEM, Edson Vieira, além da possibilidade de exportar para novos países, a certificação CE oferece para a empresa, a partir de agora, um novo diferencial competitivo. Hoje, além da Comunicade Européia, outros países exigem a certificação CE como referência de qualidade na hora de escolher seus fornecedores. “Temos grandes mercados no Leste Europeu, América Latina e Ásia que encontram na certificação uma garantia para escolher seus importadores”, conta Vieira.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta