Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Vivanza sobe num mercado em queda

Publicidade

Mesmo com o mercado de disfunção erétil em baixa, o Vivanza (Cloridrato de Vardenafila) registrou um crescimento de mais de 42% de unidades vendidas no acumulado dos últimos dozes meses até janeiro de 2008 em relação ao período imediatamente anterior. O número total de unidades comercializadas pelo mercado caiu 3,5% e o crescimento de um de seus concorrentes não ultrapassou os 6%, os demais também registraram queda. (Fonte: IMS/MAT/JAN 2008)

Quando os números referem-se ao mercado em comprimidos, Vivanza também teve um aumento de 44,5% e o mercado uma queda de mais de 5%. “Conquistamos o nosso primeiro milhão de comprimidos comercializados e acreditamos que o mercado dispõe de muito espaço para crescer, já que os especialistas estimam que boa parcela dos homens com problemas de disfunção erétil ainda não é tratada”, destaca Walker Lahmann, gerente de grupo da Medley Indústria Farmacêutica, responsável pelo medicamento.

Ainda segundo o IMS Health, no acumulado dos últimos doze meses até janeiro deste ano, em valor o Vivanza cresceu 66,7%, faturando US$ 14 milhões. Já o mercado atingiu apenas 13,5% de avanço e registrou um faturamento de US$ 225 milhões. A molécula vardenafila, princípio ativo do Vivanza e Levrita, cresceu 14% neste mesmo período e, atualmente, juntos os dois produtos detêm 18% de market share no mercado.

Claudia Araujo

Attachée de Presse Comunicação

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta