Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Vivalle prevê aumento da competitividade

Publicidade

Com a crença de que a governança corporativa representa forte tendência nos hospitais de ponta do País, o Vivalle, de São José dos Campos (SP) resolveu dar início ao processo de implementação.

e receba os destaques em sua caixa de e-mail.   

Quando foi inaugurada, há dez anos, a instituição era gerida por um par de sócios. Mais tarde, a sociedade foi rompida e três parentes passaram a administrar a empresa: o fundador do hospital, Paulo Bruno, responsável pela diretoria clínica corporativa, ao lado de seu filho Felipe Ciotola Bruno, como superintendente comercial, e de seu genro Fernando Lopes, diretor clínico corporativo. Em novembro de 2010, o Vivalle finalmente anunciou o início da implantação da governança corporativa, visando profissionalizar e aumentar a eficiência da gestão.

Segundo Felipe Ciotola, o processo é marcado por várias etapas. Primeiramente, uma consultoria trabalhou junto à família Bruno para definir seu novo papel como “família empresária”, o que inclui o estabelecimento do tipo de ingerência adequada e a determinação de metas.

“Esse processo ocorre até hoje. Todo mês, sete membros da família discutem os conceitos de governança corporativa e quais devem ser nossos comportamentos frente a isso.”

Numa segunda etapa, outra consultoria definiu um organograma ideal para a instituição e entrevistou executivos, de dentro e de fora da família, para eleger um diretor geral. O nome escolhido foi o de Felipe Ciotola, que já possuía oito anos de experiência no mercado financeiro, além de um MBA nos Estados Unidos. A consultoria também aprovou a permanência de Paulo Bruno e Fernando Lopes em seus cargos originais.

Os próximos passos para o amadurecimento da governança corporativa na instituição incluem a criação, em 2011, de um Conselho de Família e um Conselho de Administração

“O Conselho de Família terá a função de definir o perfil e as metas do Conselho de Administração. Este, por sua vez, é formado por membros independentes e define o perfil e as metas do diretor geral.”

Resultados Esperados

A implantação da governança corporativa, segundo Felipe Ciotola, visa unificar a visão da empresa. “Na época do triunvirato, por mais que tivéssemos uma discussão prévia e as decisões fossem unânimes, poderia haver formas diferentes de se executar. A criação da diretoria geral minimiza isso.”

Outro ganho apontado por Ciotola é a melhora na relação da família com a empresa. Segundo ele, a falta de uma estrutura de governança corporativa leva à maior ingerência familiar sobre os executivos. Além disso, o direcionamento estratégico da empresa pode ficar perdido, já que nem sempre é claro o que a família espera em termos de resultados.

Com a nova estrutura, o hospital passa a ter um plano de sucessão também da diretoria para cima, descongelando certos cargos. “Antes era quase um pecado falar em sucessão, pois implicava na saída de membros da família. A nova estrutura profissionaliza esse processo, de forma antecipada”, diz Ciotola.

Para o sucesso dessa estratégia, o executivo do Vivalle lembra que a transparência é um pilar fundamental. Relatórios, reuniões e prestação de contas disponibilizam informações às partes interessadas e aumentam o clima de confiança na organização.

A intenção é que o processo de governança corporativa consolidado facilite a alcance dos objetivos da empresa, como a ampliação da estrutura física e a expansão da área de atuação.

“Uma empresa com governança corporativa bem feita tem inúmeras vantagens em relação às que não tem, desde melhor desempenho até acesso a capital mais barato e a possíveis parcerias”, diz o executivo. “Ter estrutura de governança forte não é simplesmente para facilitar a relação da família com a empresa, mas um diferencial competitivo. Acho que, em alguns anos, a isso será uma exigência para a sobrevivência dos hospitais.”

Leia mais:

Nova edição dos Hospitais Referência é lançada

Veja mais:

Veja as fotos dos hospitais participantes do HR

Veja as entrevistas em webcast dos hospitais do HR

Ouça mais:

Podcast: desafio da inclusão

Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/#!/sb_web e fique por dentro das principais notícias de Saúde.

 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta