Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Vita inova em cirurgia cerebral

Publicidade

O Hospital Vita Curitiba (PR) foi o primeiro do Estado a realizar uma cirurgia endovascular utilizando coils – espécie de mola de platina ? revestidos, material inovador, que reduz o custo da intervenção cirúrgica cerebral. Esse revestimento, quando em contato com o sangue, infla e aumenta seu tamanho normal em três vezes. O novo material atua no tratamento do aneurisma cerebral, que é uma dilatação da parede das artérias. Segundo o neurorradiologista intervencionista, Gelson Luís Koppe, a pressão do sangue, muitas vezes, causa um rompimento da artéria. “Essa ruptura é responsável por cerca de 80% dos casos de sangramento (derrame) cerebral e leva à morte quase um terço dos pacientes”, explica o médico.
A intervenção endovascular consiste em colocar um material metálico dentro do saco aneurismático, evitando que esse se rompa e cause derrames. Para isso, aplica-se uma anestesia local na virilha, onde é feita uma punção com agulha e são introduzidos os coils, que são levados pela artéria através de um catéter ? espécie de condutor -, até chegar ao cérebro, no local do aneurisma. O material é colocado dentro da dilatação e todo esse processo é visualizado por meio de um aparelho de angiografia, que funciona como um aparelho de raios X.
Visto que são necessários vários coils para preencher um aneurisma e que cada um custa R$ 5 mil, essa intervenção se torna muito cara. Com o material revestido, é preciso um terço da quantidade que seria necessária se fossem usados os coils comuns. Isso porque, ao triplicar seu tamanho, o revestimento vai se moldando e encaixando um no outro, ocupando, assim, todo o espaço dentro da bolha.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta