Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Vendas de remédios genéricos têm crescimento de 19%

Publicidade

A indústria de genéricos anunciou o aumento de vendas de seus produtos na quarta-feria 3. Em 2009, houve um crescimeto de 19% em unidades vendidas em relação o ano anterior. Uma soma de R$ 3,6 bilhões provenientes de um encremento de 24% no valor das vendas.
Alguns fatores definitivamente colaboraram para o crescimento desse mercado: ainda este ano, a versão genérica do medicamento Diovan (valsartana), da Novartis, que trata de hipertensão arterial e que hoje custa até R$ 44,32, será lançado. Já a atorvastatina (Liptor), do laboratório Pfizer, medicamento para controle de colesterol que é um dos mais vendidos no mundo,  cujo o custo pode chegar a R$ 119,32, está previsto para ser lançado no início de 2011. Ambos estarão com valores, em média, 45% mais baixos.
Isso caso decisões judiciais não impeçam o processo da perda de patente. É o caso do Viagra (sildenafil), droga contra a disfunção erétil, que perderia a patente este ano, mas não poderá ser copiado devido a uma decisão que estendeu sua patente até 2011, o que a organização Pró Genéricos contesta no TRF. Os outros medicamentos caminham para a liberação de patente.
Atualmente, os medicamentos genéricos completam 10 anos de regulamentação, e ocupam 19,4% do mercado brasileiro.
Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/SB_Web e fique por dentro das principais notícias do setor.
 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta