Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Universidade holandesa cria sensor gastrointestinal

Publicidade

Os profissionais da saúde terão um equipamento a disposição para detectar a isquemia gastrointestinal. O pesquisador Sebastiaan Herber, da Universidade de Twente, da Holanda, desenvolveu um aparelho com 2,9 milímetros de comprimento que consegue medir o volume de dióxido de carbono no estômago. O sensor pode ser introduzido no estômago por um cateter a partir do nariz e mostrou-se resistente à corrosão pelo suco gástrico.
A presença do gás em altos níveis, indica má circulação sanguínea. O pesquisador montou um hidrogel sensível às alterações de pH, acoplado a um micro-sensor de pressão.
O gás flui pelo estômago e atinge a membrana permeável do aparelho, provocando uma reação química com o bicarbonato armazenado em um reservatório, que faz o pH cair. O hidrogel se movimenta e é possível medira a pressão na região. Se a concentração do dióxido de carbono for pequena, o pH aumenta e a pressão interna diminui.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta