5º CONAHP debaterá “O Hospital do Futuro: O Futuro dos Hospitais”. Faça já sua inscrição → Clique aqui

UM SIMPLES GESTO CAPAZ DE SALVAR MUITAS VIDAS

Publicidade

Sintomas como cansaço, febre, hematomas e inchaço no abdome podem ser indícios de leucemia. As doenças hematológicas malignas podem infiltrar a medula óssea prejudicando a produção normal dos glóbulos brancos (de defesa), vermelhos e das plaquetas (responsáveis pela coagulação).

As leucemias são algumas dessas doenças hematológicas malignas e podem ser classificadas em A: -Leucemias Agudas e B: -Leucemias Crônicas. As leucemias agudas podem ser divididas em leucemia mielóide aguda, leucemia linfóide aguda e leucemia bifenotípica. A leucemia linfóide crônica caracteriza-se por ocorrer em indivíduos mais idosos e pela produção exagerada de pequenas células chamadas de linfócitos que fazem parte das células de defesa. “É uma doença de progressão muito lenta que, em muitos casos, não há necessidade de tratamento específico”, explica o Dr. Ricardo Chiattone, hematologista e transplantador de medula óssea do Hospital Bandeirantes.

Assim que é descoberto o tipo de leucemia começa inicia-se os cuidados. O tratamento com quimioterapia é muito utilizado, com drogas diferentes para cada tipo específico, porém, em alguns casos a busca pela cura é mais complexa. Além da terapia inicial, o transplante de medula óssea também pode ser necessário para as células doentes serem destruídas e substituídas pelas sadias.

www.gruposaudebandeirantes.com.br

       
Publicidade

Deixe uma resposta