Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

UFRJ cria método para detecção de tuberculose

Publicidade

Nona causa de ingresso hospitalar e quarta em mortalidade por enfermidades infecciosas, a tuberculose vem aumentando no País. Para melhorar o diagnóstico da doença, a Coppe/UFRJ, em parceria com a Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, desenvolveu o sistema Neural TB para diagnóstico precoce e acompanhamento da doença. As informações são do jornal O Estado. de S. Paulo.
e receba os destaques em sua caixa de e-mail.   
O projeto piloto tem apoio do Programa Nacional de Controle de Tuberculose do Ministério da Saúde e está sendo implantado em dez unidades de saúde do Rio e em outros cinco municípios. O programa roda em um netbook e consiste em um questionário minucioso que, preenchido, dará ao profissional de saúde a informação sobre a probabilidade do paciente ter tuberculose – e orientações para acompanhá-lo.
De acordo com um dos responsáveis pelo sistema, José Manuel Seixas, os métodos tradicionais de detecção ou são caros ou lentos.
Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é um dos 22 países do mundo que concentram 80% dos casos de tuberculose.
 Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/#!/sb_web e fique por dentro das principais notícias de Saúde.
 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta